Jay-Z lança a Monogram, marca de cannabis que oferece produtos premium

Roc Nation/Getty Images
Roc Nation/Getty Images

A Monogram é apenas o mais recente empreendimento de Shawn “Jay-Z” Carter. O artista-empresário construiu uma fortuna de US$ 1 bilhão em produtos de música, álcool, arte e imóveis

Não há mais dúvidas de que Jay-Z agora é um nome relevante da indústria da cannabis.

A marca de cannabis de alta qualidade de Shawn “Jay-Z” Carter, a Monogram, lançou seus primeiros produtos na Califórnia recentemente, com uma linha de quatro variedades, de flores de cannabis criadas em ambientes fechados e baseados.

LEIA MAIS: Harry e Meghan irão produzir e apresentar podcasts para o Spotify

O principal produto da empresa é o “OG Handroll”, um cigarro de 1,5 grama enrolado por “artesãos altamente treinados”, diz a empresa, que usam uma técnica que a Monogram desenvolveu ao longo de um ano. O baseado é feito com pequenas flores e deve queimar como um charuto premium. E é vendido por quase o dobro do preço de charutos, US$ 50.

As cepas de cannabis da Monogram –denominadas No. 88, No. 96, No. 70 e No. 01 e desenvolvidas pelo cultivador veterano DeAndre “De” Watson– vêm em três dosagens: “leve”, “médio” e “pesado”.

Michael Auerbach, o fundador e presidente da Subversive Capital Acquisition Corp., uma empresa de aquisição de propósito especial que anunciou um acordo para adquirir a Monogram de Jay-Z e a empresa de cannabis da Califórnia Caliva no mês passado, diz que Jay-Z não está apenas colocando sua imagem na marca.

“Ele é um verdadeiro executivo, não um embaixador auxiliar que diz algo bom sobre a empresa uma vez por ano”, diz Auerbach. “Ele é a ponta da nossa lança que está construindo nossa casa de marcas, como fez com a Aces of Spades e a D’Ussé.”

Em 2019, o artista ingressou na Caliva como estrategista-chefe da marca, onde desenvolveu a Monogram. Em novembro de 2020, a spac de Auerbach anunciou um acordo para adquirir a Caliva e a Monogram, que era uma joint venture entre Jay-Z e a Caliva, e a Left Coast Ventures, que possui marcas de cannabis para músicos como Marley Natural e Mirayo, de Carlos Santana. O novo nome da empresa de Auerbach é The Parent Co..Ele levantou US$ 575 milhões quando abriu capital na bolsa de valores do Canadá no verão passado.

O nome The Parent Co., inventado por Jay, pode soar como uma piada, mas Auerbach diz que é sério.

“Estamos pensando em construir a primeira empresa de cannabis que vai durar séculos, e ele estava pensando da mesma forma”, diz Auerbach. “Como a primeira empresa de 100 anos neste setor deve ser? Como podemos criar uma empresa geracional que vai dominar a indústria globalmente? E The Parent Co. é um nome que representa a meta que estamos tentando alcançar.”

LEIA TAMBÉM: Fundador da Bellway acredita que fibras são os ingredientes do futuro para a beleza

O negócio para adquirir 50% das ações da Monogram de Jay-Z ainda não foi fechado, mas ele deve receber cinco milhões de ações da The Parent Co. e o direito a ter mais um milhão. A The Parent Co. também fechou um acordo exclusivo com a Roc Nation para se tornar seu parceiro de marca de cannabis. O negócio, que pagará à Roc Nation US$ 25 milhões em ações após o fechamento da transação e US$ 7,5 milhões a cada ano, dá à The Parent Co. acesso e direitos à lista de artistas e atletas da Roc Nation.

Auerbach diz que o “grupo de artistas e atletas” da Roc Nation, incluindo Rihanna, terá um papel crucial no desenvolvimento de marcas futuras.

Além de desenvolver marcas e estratégia de negócios, Jay-Z também irá liderar o programa de justiça social da empresa. O fundo de risco foi financiado em US$ 10 milhões e a empresa dará 2% de seu lucro líquido a cada ano, a fim de investir em negros e outros negócios de cannabis de propriedade de povos minoritários.

Este é o mais recente empreendimento de Jay-Z. Em 2019, ele se tornou o primeiro artista de hip-hop a ser bilionário. Jay-Z, que cresceu nos conjuntos habitacionais de Marcy em Bedford-Stuyvesant, Brooklyn, construiu fortuna graças ao seu catálogo de músicas (ele acumulou 14 álbuns número 1 nas paradas e 22 prêmios Grammy) e também possui a marca de champanhe Armand de Brignac e parte da D’Ussé, que produz conhaque. Sem mencionar sua plataforma de streaming de música Tidal, a Roc Nation e participações consideráveis ​​em empresas como Uber e Robinhood.

Falando sobre Jay-Z, Warren Buffett disse uma vez: “Para um jovem, ele é o cara com quem se deve aprender.”

Auerbach descreve Jay de forma sucinta: “Ele é um gênio criativo e que coloca as mãos na massa”.

Para a The Parent Co., a Monogram é apenas a primeira marca que saiu da cabeça de Jay-Z, e há mais por vir. No mundo das marcas criadas por celebridades, Auerbach diz que a estratégia em torno da Monogram é parecida com a Casamigos –a empresa de tequila de George Clooney que a Diageo comprou por US$ 1 bilhão– e menos parecida com a CBD de Martha Stewart.

“Minha preferência é que as celebridades se associem a marcas em vez de apenas colocar seus nomes. De jeito nenhum eu beberia algo chamado Casa Clooney –as pessoas pensariam que é uma besteira, as pessoas pensariam que é um truque”, diz Auerbach. “Muitas pessoas não sabem que a Ace of Spades é a empresa de champanhe de Jay-Z, mas é a empresa de champanhe que mais cresce no mercado.”

E TAMBÉM: Realeza britânica escolhe fotos de família feliz para seus cartões de Natal

Quanto ao que Jay-Z pensa sobre tudo isso, em um comunicado, ele disse que a Monogram está aqui para celebrar a cannabis artesanal.

“A cannabis existe há milhares de anos, mas ainda é uma indústria cujo legado artesanal é frequentemente esquecido”, disse Jay. “Eu criei a Monogram para dar à cannabis o respeito que ela merece, mostrando o tremendo trabalho árduo, tempo e cuidado necessários para criar um produto superior. Estamos apenas começando.”

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).