Conversa entre Harry e William após entrevista "não foi produtiva"

A informação foi confirmada hoje (16) por uma amiga de Meghan e do marido. O contato aconteceu após as revelações do casal na entrevista à Oprah Winfrey, na última semana

Redação
Compartilhe esta publicação:
Reprodução/Reuters
Reprodução/Reuters

O contato aconteceu após a fala do casal à Oprah Winfrey, na última semana, onde casos de racismo envolvendo a familia real vieram à tona.

Acessibilidade


O príncipe Harry falou com seu irmão mais velho William pela primeira vez desde a entrevista concedida à apresentadora Oprah Winfrey, na última semana, ao lado da esposa Meghan. Segundo o que contou uma amiga do casal hoje (16), entretanto, as conversas “não foram produtivas”.

Durante entrevista transmitida pela rede de televisão norte-americana CBS, no dia 7 de março, Meghan disse que um membro não identificado da família real questionou o quão escura seria a pele de seu filho Archie quando ele nascesse. Além disso, Harry disse que seu pai, o herdeiro do trono príncipe Charles, o havia decepcionado, fazendo-o se sentir encurralado.

LEIA MAIS: Rainha Elizabeth responde a entrevista dada por Harry e Meghan à Oprah

Em visita a uma escola do leste de Londres na última quinta-feira (11), o príncipe William disse aos repórteres que ainda não havia falado com o irmão, mas pretendia fazê-lo, afirmando para os jornalistas: “Não somos uma família nem um pouco racista”.

Gayle King, co-apresentadora do programa CBS This Morning, comentou que falou com Harry e Meghan no fim de semana e que uma conversa entre os irmãos aconteceu.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

“É verdade, Harry conversou com seu irmão e ele conversou com seu pai também, e a palavra que me deram foi que essas conversas não foram produtivas, mas eles estão felizes por pelo menos terem iniciado uma conversa”, disse.

O gabinete de William no Palácio de Kensington não comentou a fala de King.

VEJA TAMBÉM: Como funciona a máquina de US$ 28 bilhões da família real britânica

A entrevista de Harry e Meghan mergulhou a monarquia britânica em sua maior crise desde a morte da princesa Diana, mãe de William e Harry, em 1997.

A entrevista aconteceu após o Palácio de Buckingham dizer que estava investigando acusações de intimidação feitas contra Meghan por assessores, antes dela e Harry abrirem mão de seus papéis na realeza e se mudarem para a Califórnia, no ano passado.

A rainha Elizabeth, 94, disse que a família ficou triste pelas experiências desafiadoras passadas por Harry e pela esposa.

“As questões levantadas, particularmente as de raça, são preocupantes. Embora algumas lembranças possam variar, elas são levadas muito a sério e serão tratadas pela família privadamente”, disse o Palácio de Buckingham em um comunicado no dia 9 de março.

(Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias

Compartilhe esta publicação: