Banheiras de hidromassagem: opções para quem quer relaxar durante a pandemia

Vendas do produto aumentaram 28% no último ano e empresas esperam nova alta em 2021

Cleber Souza
Compartilhe esta publicação:
Divulgação
Divulgação

Modelos variam de recursos tecnológicos ao design mais sofisticado

Acessibilidade


A pandemia de Covid-19 impactou a relação que as pessoas têm com suas casas. Com a imposição do isolamento social, os setores de reforma, construção e decoração ganharam impulso, já que, confinados, os consumidores partiram em busca de espaços mais adaptados a suas novas rotinas, tanto do ponto de vista do trabalho quanto do conforto. 

Luiz Fernando Barbieri, professor de gestão de negócios do Ibmec, diz que não é mais novidade que a pandemia tenha trazido oportunidades a partir dos novos hábitos, mas que houve uma surpresa quanto ao consumo de produtos como hidromassagem, que, segundo estudo da entidade com base nas fábricas que operam no país, aumentou, em média, 28% no ano passado quando comparado a 2019. 

LEIA MAIS: 5 receitas de drinques sem álcool para aproveitar em qualquer dia da semana

“Os consumidores estão buscando o cuidado com o lar, repensaram os espaços, adaptaram e trouxeram para dentro de casa muitos dos serviços que eram consumidos fora. Além disso, buscam também o cuidado com a pele – a partir do uso de artigos pessoais -, com o corpo, relaxamento e tudo o que envolve saúde mental em um momento tão complexo como esse”, aponta. 

Para este ano, com a manutenção das restrições para evitar aglomerações e a chegada do outono, quando os dias ficam mais frios, as empresas do segmento estão apostando em um crescimento de cerca de 20% no mercado premium de hidromassagem. Por isso, investiram em lançamentos para atender à demanda e às novas exigências dos consumidores. 

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Escolher um produto desse tipo requer alguns critérios que vão desde a força da água e a quantidade de jatos até novas tecnologias e acessórios, como o air blower (responsável pelo borbulhamento), travesseiro, aquecedor, cascata curva inox, escada e fechamento em madeira, cuba térmica e frigobar, ozonizador, cromoterapia e módulo para integrar a automação da residência, além de itens de série como o painel eletrônico touch screen.

Para Rodrigo Borges, CEO da Riolax Franchising, empresa especializada em hidromassagens e itens de luxo, o setor continuará empenhado em trazer novas tendências ao consumidor. “Tudo se resume a uma configuração que permita uma experiência única e onírica de bem-estar e relaxamento. Luxo, hoje, está ligado a experiências: o ser além do ter. O home office intensificou este fenômeno. Acreditamos que o mercado continuará reagindo positivamente e o de luxo, especificamente, é muito estável.”

Segundo o executivo, antes da crise do novo coronavírus, as banheiras de hidromassagem eram o item mais procurado da categoria, mas, desde abril do ano passado, os SPAs – versões mais espaçosas – ganharam a preferência dos consumidores. “Com os desafios emocionais e físicos impostos pela pandemia, as pessoas têm buscado recompensas, principalmente na segurança de suas casas. Elas querem não apenas momentos lúdicos em família, mas experiências de relaxamento e bem-estar”, afirma. 

Para Cláudio Senna, professor do Ibmec (Instituto Brasileiro de Mercado de Capitais) e fundador da myBteam, plataforma de planejamento e estratégia, o mercado de luxo é um dos mais complexos e pode ser dividido em dois grupos: o  da experiência e o de produtos. Ele conta que a crise sanitária fez com que o setor presenciasse um aumento na demanda de cerca de 23%. “A pandemia mudou o comportamento dos consumidores, então é natural que alguns segmentos tenham registrado crescimento.”

Para o especialista, as empresas precisam ficar atentas não apenas para acompanhar as mudanças causadas durante a pandemia, mas também as inovações que podem – ou não – ser incorporadas depois que a crise passar. 

LEIA MAIS: Mesmo com inflação, SP é uma das cidades mais baratas para consumidores de luxo

“Acreditamos que os segmentos que experimentaram crescimento precisam estar alertas para entender se alguns hábitos permanecerão ou serão esquecidos. A única certeza que temos em relação ao pós-covid é que haverá alterações significativas na maneira de consumir”, diz Senna. 

O investimento para os interessados em ter uma hidromassagem em casa varia de R$ 3 mil a R$ 20 mil de acordo com o modelo e os recursos. Veja, na galeria de fotos a seguir, três opções para quem quer fazer a vida durante – e depois – do isolamento muito mais prazerosa:

  • Banheira de hidromassagem simples É a versão mais em conta, para uma única pessoa, com massagem proporcionada por jatos de água misturados ao ar. Esse efeito é causado por motobombas que empurram o ar debaixo da água. As diferenças para um item de luxo são inúmeras, desde a quantidade de jatos até o design e a capacidade de pessoas. Diferente das versões mais sofisticadas, essa possui uma tecnologia mais básica e de fácil manuseio para quem apenas busca um momento relaxante sozinho. A média de preço é de R$ 5.000.

  • Divulgação

    SPAs de luxo

    São banheiras de hidromassagem com maior capacidade hídrica, que comportam de três a dez pessoas, e oferecem uma tecnologia mais avançada e muito mais comodidade. A tendência no mercado de decoração de interiores é que, cada vez mais, spas e ofurôs façam parte das áreas externas de apartamentos e casas.

    Segundo especialistas ouvidos pela Forbes, estes produtos são considerados perfeitos para projetos paisagísticos que buscam aproximação com a natureza, mas que também priorizam relaxamento e bem-estar. Por isso, criar um ambiente em que caibam banheiras com hidro ou ofurôs é o ideal se você busca relaxar sem sair de casa. Além disso, ter um spa na sua área de lazer é uma forma de reunir a família e aproximar os amigos. Um modelo mais luxuoso deste item pode passar dos R$ 20.000.

  • Divulgação

    Ofurô

    O ofurô é uma banheira tradicional do Japão, com formato mais profundo e estreito do que os modelos ocidentais ou até mesmo redondo. Feito em madeira ou fibra, fica bem em qualquer espaço – grande ou pequeno, interno ou externo. Alguns modelos acomodam até oito pessoas ao mesmo tempo, possuem tecnologia de ponta e podem ser personalizados com jatos extras de hidromassagem, cromoterapia e air blower (jatos de borbulhamento). Uma boa alternativa para um banho de imersão completo. Os valores dos mais sofisticados podem chegar a R$ 16.000.

Banheira de hidromassagem simples É a versão mais em conta, para uma única pessoa, com massagem proporcionada por jatos de água misturados ao ar. Esse efeito é causado por motobombas que empurram o ar debaixo da água. As diferenças para um item de luxo são inúmeras, desde a quantidade de jatos até o design e a capacidade de pessoas. Diferente das versões mais sofisticadas, essa possui uma tecnologia mais básica e de fácil manuseio para quem apenas busca um momento relaxante sozinho. A média de preço é de R$ 5.000.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: