Fusão de Herman Miller e Knoll dá origem à gigante do design moderno

Transação de US$ 1,8 bilhão cria a MillerKnoll, comandada por Andi Owen.

Redação
Compartilhe esta publicação:
Herman Miller/Divulgação
Herman Miller/Divulgação

Transação de US$ 1,8 bilhão cria a MillerKnoll, comandada pela CEO da Herman Miller, Andi Owen

Acessibilidade


A fusão de duas importantes representantes do mercado do design, as norte-americanas Herman Miller e Koll, acaba de criar uma gigante do setor: a MillerKnoll. Depois de alguns meses, a transação de US$ 1,8 bilhão foi finalizada em 19 de julho, resultando em uma empresa conjugada que será comandada pela própria presidente e CEO da Herman Miller, Andi Owen.

Antes já estabelecidas como pioneiras no segmento, as duas companhias querem, juntas, transformar e redefinir o design moderno. “Nosso setor e o mundo em geral estão mudando rapidamente. Design é a forma como imaginamos e moldamos um futuro melhor. Ao nos unirmos, vamos definir e liderar essa transformação, assim como já vivenciamos outras transformações em nossa história”, afirmou Andi.

LEIA MAIS: Como ser eficiente e trabalhar com conforto em casa?

Agora com um portfólio mais extenso, o negócio se beneficia de alcance e capacidade maiores para atender aos clientes em toda a categoria de móveis por contrato, segmento de comércio residencial e público de varejo. Ao todo, são 19 marcas, presença em mais de 100 países, 64 showrooms e mais de 50 pontos de venda para o varejo. 

A empresa conjugada ainda quer impulsionar seu crescimento e lucratividade com uma presença em escala nos Estados Unidos e no restante do mundo. Com receita de US$ 2,47 bilhões apenas da Herman Miller em 2021, agora como MillerKnoll o potencial promete ser expressivamente maior. 

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: