Os 9 hotéis mais intimistas e charmosos para se hospedar no Algarve, em Portugal

Essas pequenas - mas incríveis - propriedades na costa sul portuguesa são ideais para fugir das multidões e da mesmice .

Ann Abel
Compartilhe esta publicação:
Divulgação
Divulgação

Essas pequenas – mas incríveis – propriedades na costa portuguesa de Algarve são ideais para fugir das multidões e da mesmice

Acessibilidade


Perto do extremo leste da costa da região portuguesa de Algarve, há um hotel em forma de pirâmide amarela que é grande o suficiente para ser visto da cidade de Tavira, a mais de 19 quilômetros de distância – e até da Espanha.

Essa está longe de ser a única hospedagem gigante da região, mas ainda existem algumas que não foram desenvolvidas de forma tão agressiva: pequenos, doces e emocionantes hotéis que são ideais para pessoas que querem ficar longe das aglomerações. Ideal também para evitar multidões é ir em setembro ou outubro, quando o tempo ainda está bom – ou mais agradável, já que há menos probabilidade de ondas de calor – e a maioria dos turistas já voltou para casa. 

VEJA TAMBÉM: 20 inaugurações de hotéis de luxo mais esperadas para 2022

Veja, na galeria de fotos a seguir, 9 ótimos e pequenos hotéis no Algarve, lugares antídotos para o turismo de massa e para sair da mesmice:

 

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.
  • Casa Mãe

    Na movimentada Lagos, entre o Algarve dos surfistas e o dos jogadores de golfe, a Casa Mãe parece um oásis privado e tranquilo. O hotel ocupa uma propriedade familiar do século 19 dentro das muralhas do século 16 da cidade, com um grande jardim de onde vem grande parte da comida (junto com sua fazenda nos arredores) de seu restaurante, o Orta. Ao longo dos anos, a construção original, com seus 22 quartos boho-chic, foi acrescida por quatro cabanas privadas e seis suítes elegantes na mansão restaurada. Praticamente tudo foi feito em Portugal, especialmente no Algarve, e o compromisso com a sustentabilidade é profundo. O café da manhã, por exemplo, é apenas a la carte, para diminuir o desperdício de comida – e o que sobra alimenta as galinhas da granja.

    Divulgação
  • Morgado do Quintão

    Esta propriedade familiar de vinhedos possui quatro casas antigas lindamente renovadas, situadas entre vinhas, figos, amendoeiras e oliveiras. Cada um tem entre três ou quatro quartos e uma sensação de atemporalidade e rusticidade. Não há restaurante, mas sim um almoço simples (ou jantar um pouco mais elaborado, em certos dias da semana) de receitas de família por gerações, combinadas com os vinhos feitos com as uvas produzidas na propriedade, em uma longa mesa sob uma linda oliveira de 2.000 anos. Eles também podem abastecer as cozinhas disponíveis nos quartos ou indicar aos hóspedes os melhores mercados locais e produtores de alimentos.

    Divulgação
  • Farmhouse of the Palms

    Este sonho de pousada nas colinas fica perto da pacata cidade de São Brás de Alportel – que parece já ter sido uma das mais ricas das redondezas -, a cerca de 16 quilômetros da praia. A hospedagem ocupa uma grande casa que pertenceu a uma família vinícola e reúne sete grandes suítes, com obras de arte inspiradas na história da pesca da região e móveis e decoração de mercados e artesãos locais. A melhor delas tem uma cama com dossel.

    Divulgação
  • Casa Modesta

    Rural mas requintada, esta quinta familiar dos anos 1940 (parte da qual ainda é ocupada pelos proprietários) é um hotel de design inovador com nove quartos com pátios privados e vista para o Parque Natural da Ria Formosa e duas salas comuns. Suas banheiras fundas foram inspiradas nos banhos públicos que existiam na região há muitos séculos e as escadas são rigorosamente retas. Os materiais geralmente vêm da propriedade ou seus arredores – a exemplo da telha de barro regional, calcário vermelho, isolamento de cortiça e ferragens de latão. Uma das áreas comuns está entre as mais aconchegantes de Portugal, com um forno a lenha que serve para fazer o pão diariamente.

    Divulgação
  • Pensão Agricola e Hospederia

    O nome humilde da Pensão Agricola (foto) desmente seu luxo silencioso e estilo descolado discreto que a torna uma referência internacional para designers e outros artistas criativos. Seus seis quartos tendem a ser reservados muito rapidamente através do boca a boca. Os proprietários renovaram uma quinta abandonada dos anos 1920 perto de Tavira, mantendo o encanto histórico, adicionando sinais de néon, obras de arte contemporânea e adoráveis móveis vintage e cartazes de segurança (já que um deles é engenheiro). Alguns anos atrás, eles abriram um segundo pequeno hotel em uma antiga taverna próxima com outro nome aparentemente simples, Hospederia – e cinco quartos cheios de detalhes intrigantes. Mas, no final das contas, a vida simples e calma é o maior atrativo. Antes mesmo da pandemia, um dos proprietários me disse: “O que as pessoas realmente gostam agora é não estar com ninguém. É raro na Europa, mas nós oferecemos isso”.

    Divulgação
  • Vila Monte Farm House

    O Vila Monte é cercado por quase 9 hectares de árvores cítricas, olivais, jardins ornamentais, lagos e hortas de ervas e vegetais – os chefs saem da cozinha para cortar salsa e coentros para os dois restaurantes. Os 55 quartos e suítes são de estilo campestre chique, com paredes e pisos caiados, e cangas coloridas e chapéus de palha pendurados como decoração. A recém-adicionada Villa Indigo é uma casa particular com três suítes e uma piscina.

    Divulgação
  • Casa Fuzetta

    Esta villa privada na região de Olhão, que pode acomodar mais de 20 pessoas, é popular entre os adeptos dos retiros de ioga, com vários espaços perfeitos para a prática e uma linda sala de meditação. Os quartos são casualmente elegantes e as áreas comuns são ideais para o convívio, principalmente na cobertura, com piscina e espaço para refeições ao ar livre. Para os hóspedes que desejam simplesmente alugar a villa em vez de entrar em um retiro, a proprietária tem os melhores chefs particulares e professores de ioga em seus contatos, que contribuem para o caráter restaurador da casa.

    Divulgação
  • Companhia das Culturas

    Este projeto de agroturismo orgânico perto da fronteira espanhola está na mesma família há cinco gerações – um lounge comum e um apartamento privado ocupam quartos que antes eram usados ​​para prensar azeite. Mas para além da tradição, o espaço também foi brindado com a sensibilidade de uma das atuais proprietárias, uma antropóloga viajada que trabalhou como curadora, espalhando objetos e influências de suas experiências por todo o hotel. Os 16 quartos, suítes e apartamentos apresentam uma simplicidade alegre, carregada de elementos orgânicos de madeira e pedra – metais brilhantes são proibidos. A Companhia das Culturas também tem sua própria linha de cosméticos, chamada 8950: adoráveis, orgânicos e usados ​​em massagens terapêuticas no hammam (os banhos turcos) – e disponíveis para levar para casa.

    Divulgação

Casa Mãe

Na movimentada Lagos, entre o Algarve dos surfistas e o dos jogadores de golfe, a Casa Mãe parece um oásis privado e tranquilo. O hotel ocupa uma propriedade familiar do século 19 dentro das muralhas do século 16 da cidade, com um grande jardim de onde vem grande parte da comida (junto com sua fazenda nos arredores) de seu restaurante, o Orta. Ao longo dos anos, a construção original, com seus 22 quartos boho-chic, foi acrescida por quatro cabanas privadas e seis suítes elegantes na mansão restaurada. Praticamente tudo foi feito em Portugal, especialmente no Algarve, e o compromisso com a sustentabilidade é profundo. O café da manhã, por exemplo, é apenas a la carte, para diminuir o desperdício de comida – e o que sobra alimenta as galinhas da granja.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: