11 melhores livros para conferir no mês de outubro

Em contato com grandes editoras nacionais, a Forbes Brasil fez uma seleção de obras que vão de títulos de negócios até ficção.

Beatriz Calais e Giovanna Simonetti
Compartilhe esta publicação:
Fabrizio Grassi _ EyeEm/GettyImages
Fabrizio Grassi _ EyeEm/GettyImages

A lista de livros da Forbes Brasil tem destaques que vão de negócios a ciência, passando por gastronomia e viagem

Acessibilidade


Todos os meses, a Forbes Brasil publica uma lista com os destaques entre os lançamentos editoriais. As novidades vão de negócios a ciência, passando por gastronomia e viagem.

Para outubro, a seleção inclui títulos como “Crie Marcas com Alma”, do autor e empreendedor Eduardo Vazank – Under 30 da Forbes na lista de 2019 e fundador da marca Desinchá -, e “Banzeiro òkòtó”, da jornalista Eliane Brum, que apresenta uma narrativa investigativa sobre a defesa da Amazônia.

LEIA MAIS: Os 13 melhores lançamentos de livros para conferir em setembro

Confira, na galeria abaixo, 11 sugestões de leitura para outubro:

  • “Crie Marcas com Alma”, Eduardo Vanzank

    Inscreva-se para receber a nossa newsletter
    Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

    Editora: Gente

    Em seu primeiro livro publicado, o empreendedor Eduardo Vanzak – fundador da marca Desinchá e sócio da agência Vanzak Labs – busca atuar como um guia para leitores interessados em criar a própria marca. Ao longo dos capítulos, há dicas relacionadas a temas como o processo de nomeação de uma empresa e a execução de um plano de marketing. No mundo dos negócios desde os 14 anos, o Under 30 espera ajudar e inspirar futuros empreendedores.

    Divulgação
  • “Banzeiro òkòtó”, Eliane Brum

    Editora: Companhia das Letras

    No final do mês de outubro, a jornalista e documentarista Eliane Brum lança “Banzeiro òkòtó”, fruto de uma relação de mais de 20 anos com a Amazônia. Em 2017, a escritora chegou a se mudar de São Paulo para Altamira, uma das cidades mais violentas do Brasil desde que a hidrelétrica de Belo Monte foi implantada. O resultado de suas investigações jornalísticas está em seu novo livro.

    Divulgação
  • “Cinco anos em Lyon”, Bill Buford

    Editora: Companhia de Mesa

    Para quem gosta de gastronomia, “Cinco anos em Lyon” pode ser uma das leituras mais saborosas do mês, já que percorre as memórias de Bill Buford, fundador da revista literária “Granta” que deixou a vida em Nova York para se arriscar como cozinheiro nas cozinhas francesas. Mais do que um livro de dicas literárias, a nova obra do autor norte-americano busca levar o leitor a um mergulho por suas aventuras gastronômicas – dos momentos mais alegres aos mais difíceis.

    Divulgação
  • “Liderança na guerra”, Andrew Roberts

    Editora: Penguin

    Napoleão Bonaparte, Horatio Nelson, Winston Churchill, Adolf Hitler, Ióssif Stálin, George C. Marshall, Charles de Gaulle, Dwight D. Eisenhower e Margaret Thatcher. O que esses nomes têm em comum? Todos foram líderes durante grandes guerras da história moderna, da Revolução Francesa à Guerra Fria – de certa forma, todos moldaram o curso da história que conhecemos hoje. No título “Liderança na Guerra”, do escritor britânico Andrew Roberts, o foco da leitura é a análise dos perfis desses líderes e os fatores que os levaram ao fracasso ou à vitória.

    Divulgação
  • “Mulher, roupa, trabalho”, Mayra Cotta e Thais Farage

    Editora: Paralela

    A consultora de moda Thais Farage e a advogada Mayra Cotta investigam a relação do mundo feminino com as roupas do trabalho. Mas não se trata de um guia de estilo, e sim de uma discussão sobre a desigualdade de gênero escondida em detalhes do ato de se vestir diariamente. No decorrer dos capítulos, o título desvenda algumas clássicas escolhas femininas que são feitas frente ao espelho na hora de se arrumar para o trabalho.

    Divulgação
  • “Erros do passado, soluções para o futuro”, de Affonso Celso Pastore

    Editora: Penguin

    Lançado no último dia de setembro, o livro do economista Affonso Celso Pastore analisa a política econômica brasileira desde os anos 1960.

    Divulgação
  • “Longevidade”, Steven Johnson

    Editora: Zahar

    Os avanços da modernidade, entre descobertas científicas e médicas, proporcionaram cerca de cinco décadas a mais de vida aos seres humanos. Na obra, o pensador da tecnologia Steven Johnson (autor de “Como chegamos até aqui” e “De onde vêm as boas ideias”) traça os caminhos dessa evolução e discute quais são as forças que nos mantêm vivos por mais tempo – das vacinas e antibióticos aos cintos de segurança. “Steven Johnson não nos deixa esquecer do papel da ciência moderna em transformar fundamentalmente as nossas vidas”, disse Barack Obama sobre o livro.

    Divulgação
  • “Lunáticos”, Safi Bahcall

    Editora:Sextante

    Na obra recomendada por personalidades como Bill Gates e Daniel Kahneman, o físico e empreendedor da área de biotecnologia Bahcall explica o motivo que leva muitas equipes ou empresas a deixarem de abraçar (e até rejeitar) novas ideias. Partindo de exemplos científicos de como a ciência influencia o comportamento das equipes, o autor também aborda um novo modo de pensar sobre a estrutura e a cultura empresarial, mostrando como é possível se tornar criador – e não vítima – da inovação.

    Divulgação
  • “Anos de Chumbo e outros contos”, Chico Buarque

    Editora: Companhia das Letras

    Um dos maiores nomes da música popular brasileira, dramaturgo e escritor – dono de obras premiadas como “Budapeste” e “Leite derramado” -, Chico Buarque faz sua estreia no gênero das narrativas curtas com oito contos sobre a condição humana que misturam o poético com o cômico.

    Divulgação
  • “Em fogo lento”, Paula Hawkins

    Editora: Record

    Autora bestseller do thriller “Garota no Trem” – com mais de 23 milhões de exemplares vendidos pelo mundo -, Paula retorna às livrarias com mais um livro de mistério e assassinato. A história gira em torno do jovem artista Daniel Sutherland, que levava uma vida relativamente tranquila em seu barco num canal de Londres até que um dia é encontrado morto a facadas na embarcação – e mais de uma pessoa em sua vida teria motivos para ter cometido o crime. Em um estilo Agatha Christie de mistério, o livro investiga todos os personagens e faz o leitor duvidar (e se enganar) sobre cada um deles.

    Divulgação
  • “Volta ao mundo”, Anthony Bourdain e Laurie Woolever

    Editora: Intrínseca

    A última obra do chef, apresentador de TV e viajante morto em 2018, reúne dicas de lugares onde comer e se hospedar (e, em alguns casos, a evitar) de Nova York à Nigéria, de Miami a Mianmar. O livro começou a ser escrito poucos meses antes da morte de Bourdain e precisou ser finalizado por sua colaboradora e assistente de longa data, a coautora Laurie Woolever.

    Divulgação

“Crie Marcas com Alma”, Eduardo Vanzank

Editora: Gente

Em seu primeiro livro publicado, o empreendedor Eduardo Vanzak – fundador da marca Desinchá e sócio da agência Vanzak Labs – busca atuar como um guia para leitores interessados em criar a própria marca. Ao longo dos capítulos, há dicas relacionadas a temas como o processo de nomeação de uma empresa e a execução de um plano de marketing. No mundo dos negócios desde os 14 anos, o Under 30 espera ajudar e inspirar futuros empreendedores.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: