Morre ator francês Jean-Paul Belmondo

Belmondo ficou conhecido como um dos principais heróis de comédia e ação do cinema francês.

Redação
Compartilhe esta publicação:
Sylvain Lefevre/Getty Images
Sylvain Lefevre/Getty Images

Ator francês Jean-Paul Belmondo

Acessibilidade


Jean-Paul Belmondo, uma estrela da Nouvelle Vague do cinema francês, após sua atuação em “Acossado”, de Jean-Luc Godard, em 1959, morreu aos 88 anos, noticiou a agência de notícias francesa “AFP” hoje (6).

Ator carismático que muitas vezes realizava suas próprias acrobacias, Belmondo mudou na década de 1960 para filmes convencionais e se tornou um dos principais heróis de comédia e ação do cinema francês.

LEIA TAMBÉM: Cobertura londrina que pertenceu ao ator Hugh Grant está à venda por US$ 12,3 milhões

Sua decisão de seguir carreira no cinema comercial e de evitar os salões de arte gerou críticas de que ele havia desperdiçado seu incontestável talento – algo que ele sempre negou.

“Quando um ator faz sucesso, as pessoas lhe dão as costas e dizem que ele escolheu o caminho mais fácil, que não quer se esforçar ou se arriscar”, disse Belmondo certa vez.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

“Mas se fosse tão fácil lotar os cinemas, então o mundo do cinema teria uma saúde muito melhor do que a que tem. Não acho que eu teria ficado nos holofotes por tanto tempo se estivesse fazendo qualquer bobagem. As pessoas não são estúpidas.”

O advogado de Belmondo disse que ele faleceu em casa. “Ele estava muito cansado há algum tempo. Ele morreu em paz”, disse o advogado Michel Godest à AFP.

Belmondo nasceu em 9 de abril de 1933, em Neuilly-sur-Seine, filho do renomado escultor Paul Belmondo e da pintora Sarah Rainaud-Richard. Apesar de sua formação culta, ele parecia mais atraído pelo mundo dos esportes do que pelas artes e foi um grande boxeador em sua juventude.

VEJA MAIS: 12 hotéis espetaculares em países que já abriram suas fronteiras para turistas brasileiros

Depois que descobriu a atuação, foram necessárias três tentativas até que o Conservatório de Paris concordasse em 1952 em aceitá-lo como estudante. Mesmo assim, não foi uma passagem tranquila, e Belmondo desistiu irritado em 1956 após a má recepção de um júri do conservatório sobre uma de suas apresentações.

Um de seus professores disse na época: “O sr. Belmondo nunca terá sucesso com sua cara de desordeiro”.

A resposta de Belmondo foi um gesto obsceno. Ele estrelou mais de 80 filmes, muitos deles sucessos de bilheteria, durante o meio século seguinte. (Com Reuters)

 

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: