Casamento de Kardashian prova que Dolce & Gabbana não pode ser cancelada

O casamento de Kardashian e Barker foi um grande sinal de aceitação da marca após polêmicas consideradas racistas e homofóbicas

Marisa Dellatto
Compartilhe esta publicação:
Reprodução Instagram @kourtneykardash
Reprodução Instagram @kourtneykardash

Casamento de Kourtney Kardashian e Travis Barker aconteceu em Portofino, na Itália, e os noivos e seus familiares famosos usaram looks D&G

Acessibilidade


O casamento de Kourtney Kardashian e Travis Barker ontem (23) foi organizado pelos designers italianos Dolce & Gabbana, um dos maiores sinais de aceitação da marca polêmica por incidentes que muitos consideram racistas ou homofóbicos há anos.

Leia mais: Kim Kardashian é oficialmente bilionária

  • Em 2018, a D&G foi criticada por um anúncio com uma modelo chinesa comendo comida italiana com pauzinhos, que muitos classificaram como racista.
  • Na mesma época, mensagens supostamente enviadas pelo cofundador Stefano Gabbana foram compartilhadas no instagram do fiscal da indústria da moda Diet Prada no Instagram, nas quais ele fez comentários racistas sobre o povo chinês, embora Gabanna tenha dito que as mensagens foram resultado de um hackeamento.
  • O desfile da marca em Xangai foi cancelado e Gabbana e Domenico Dolce pediram desculpas, mas no início de 2019 a marca não foi usada nos tapetes vermelhos das principais premiações.
  • Mais tarde naquele ano, as roupas da marca foram destaque na InStyle, Vogue e uma capa de assinante da Harper’s Bazaar com Kylie Jenner. Em 2020 seus vestidos foram vistos novamente nos tapetes vermelhos do Grammy e do Oscar, segundo o site Fashionista.
  • Em 2021, D&G foi usado por grandes celebridades nas páginas da Elle e de outras revistas de moda, incluindo Nicole Kidman, Sarah Jessica Parker, Jennifer Lopez e Reese Witherspoon.
  • O casamento de Kardashian e Barker foi um grande sinal de aceitação da marca: as festividades foram realizadas na propriedade em Portofino, na Itália, e os noivos e seus familiares famosos usaram looks D&G no casamento e nos eventos que antecederam.

A controvérsia de 2018 da Dolce & Gabbana foi apenas a mancha mais recente na reputação da marca. Em 2012, as modelos usaram brincos de Blackamoors durante um desfile. Em 2015, Dolce fez comentários contra a paternidade gay e a fertilização in vitro, dizendo: “A única família é a tradicional”. Elton John pediu um boicote à marca, embora tenha se retratado quando Dolce se desculpou. Em 2017, depois que os designers receberam críticas por continuarem a vestir a então primeira-dama Melania Trump, a marca trolou aqueles que pediam um boicote à marca vendendo camisetas de US$ 275 que diziam “#BOYCOTT Dolce & Gabbana”.

Barker e Kardashian, que ficaram noivos em outubro, se casaram pela terceira vez em uma cerimônia cheia de estrelas na Itália. Em abril, a dupla teve uma cerimônia não-legal em Las Vegas. No fim de semana passado, eles tiveram um pequeno casamento legal no tribunal antes da celebração luxuosa na Itália. Kardashian também usou D&G para essa cerimônia. A família tem um amor de longa data pela marca – um de seus cães da família, que apareceu fortemente em “Keeping Up With The Kardashians”, se chamava Gabbana. Apesar da parceria para o casamento, Barker e Kardashian usaram Thom Browne no Met Gala no início deste mês.

>> Inscreva-se ou indique alguém para a seleção Under 30 de 2022

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.
Compartilhe esta publicação: