Os 5 melhores países da Europa para se aposentar em 2022

Saiba quais nações do Velho Continente têm mais vantagens para quem quer sossego depois de uma vida de trabalho.

Cecilia Rodriguez
Compartilhe esta publicação:
Barcos em rio de portugal
Getty Images

Portugal está no topo das listas de países da Europa para se aposentar

Acessibilidade


Pronto para dizer adeus ao estresse diário do trabalho? Sonha com um lugar idílico para se aposentar e viver com mais calma?

“Para alguns, basta uma espreguiçadeira”, escreve o Fórum Econômico Mundial (WEF), que divulgou sua lista dos “melhores destinos de aposentadoria do mundo”. “Para outros, é um país totalmente diferente. Para os mais afortunados, a única questão é: ‘Onde viver?’”

Leia mais: Como ter casa na Europa? Imóveis de € 1 e visto de nômades digitais são opções

Para muitos, o local de aposentaria para deixar o mundo do trabalho para trás é o Velho Continente e, sem surpresa, Portugal aparece no topo de muitas paradas e listas de melhores países europeus para se aposentar em 2022.

Grécia, Itália, Malta e Suíça também chegaram ao topo de várias listas divulgadas com países da Europa para se aposentar, entre elas WEF, World Population Review, Blacktower, Expat Financial, Stuff Travel, US News, International Living e Live and Invest Overseas.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

A classificação desses índices é baseada nas pontuações atribuídas a cada país em diversas categorias, incluindo vistos e residência, moradia, custo de vida, assistência médica, impostos, clima, governança e segurança.

Confira a seguir o top 5 melhores países da Europa para se aposentar em 2022:

Portugal

Getty Images

Baixo custo de vida, facilidade de residência, incentivos fiscais para residentes estrangeiros, cidades cosmopolitas, aldeias de paralelepípedos brancos, quilômetros de praia, alguns dos melhores campos de golfe da Europa, clima agradável e gente simpática estão entre as atrações de Portugal.

O país, um dos mais seguros do mundo, é rico em história, cultura e maravilhas naturais. A Stuff Travel acrescenta “uma cultura que prioriza o convívio com a família e amigos regado a boa comida, música, vinho e (claro) porto”.

Leia mais: Os 20 países mais felizes do mundo em 2022

De acordo com o Live and Invest Overseas, Portugal oferece vários caminhos para a residência, incluindo o Golden Visa português. “O programa Golden Visa de Portugal concede uma autorização de residência de dois anos a expatriados que investem € 500 mil em propriedades (em algumas circunstâncias, você pode obter uma com um investimento reduzido de € 280 mil ou € 350 mil).

O visto, que inclui benefícios fiscais sobre a renda estrangeira, pode ser renovado a cada dois anos, desde que você passe pelo menos duas semanas no país a cada dois anos. Você pode solicitar residência permanente e cidadania após cinco anos.”

Entre os melhores lugares para se aposentar em Portugal, de acordo com o site “Where Can I Live”, estão Lisboa, Cascais, Porto, Algarve, Alentejo, Braga, Aveiro, Madeira e Açores.

Suíça

Getty Images

O país alpino está no topo das listas dos melhores lugares de aposentadoria para expatriados por seu alto padrão de vida, impostos baixos, excelente assistência médica e segurança. A Suíça está repleta de locais pitorescos com paisagens montanhosas tranquilas e relaxantes e uma variedade de atividades ao ar livre, como esqui.

Todas essas garantias têm um custo e o país também é um dos destinos de aposentadoria mais caros. Ao mesmo tempo, tem as taxas de esperança de vida mais elevadas da Europa, com uma média superior a 83 anos.

Dada a sua popularidade e o crescente fluxo de aposentados, o governo suíço oferece um programa especial de residência para aposentados.

As cidades de Lausanne e Zurique, com seus arredores e os cantões de Zug e Appenzell Ausserrhoden, são consideradas as melhores para se viver pela Expatica.

Leia mais: As 22 praias mais bonitas da Europa para aproveitar neste verão

Grécia

Getty Images

A Grécia aparece como o destino europeu número 1 para aposentadoria pela Stuff Travel.

“Com suas ruínas antigas, vilas de pescadores coloridas, ilhas ensolaradas banhadas pelo azul claro do mar Egeu e uma cozinha que aproveita ao máximo os frutos do mar superlativos do país, azeite, queijo feta e produtos frescos, a Grécia é um destino de férias e aposentadoria dos sonhos.”

A Grécia também aparece entre os países mais acessíveis para se viver na Europa e, desde 2013, estabeleceu um programa de vistos dourados que concede cinco anos de residência permanente a cidadãos não europeus que investem pelo menos € 250 mil em imóveis locais.

“Você pode renovar seu visto de residência, que vem com benefícios de saúde e educação, depois de cinco anos, desde que ainda esteja investido em propriedade, e solicitar a cidadania depois de sete”, explica o guia de viagem.

Entre os lugares mais recomendados para se aposentar estão Atenas, Rodes, Santorini, Corfu, Mykonos e Thessaloniki.

Malta

Getty Images

Para o Índice do WEF, Malta é um dos melhores lugares para se aposentar na Europa pelas águas quentes do sul do Mar Mediterrâneo que cercam suas cinco pequenas ilhas – apenas duas habitadas -, que misturam o estilo de vida da Europa Ocidental com um toque de linguagem e cultura árabe .

As temperaturas do verão podem ser quentes e úmidas, e não é o destino de aposentadoria mais barato. Mas o sol o ano todo atrai muitos moradores que também se beneficiam de um sistema de saúde de alto nível e muitos esportes e atividades ao ar livre.

Tanto o maltês quanto o inglês são amplamente falados e, ao longo dos séculos, invasores de várias civilizações deixaram sua marca na culinária e na cultura local. Malta oferece uma mistura de monumentos megalíticos, fortalezas medievais, praias e vilas costeiras de pescadores, com algumas cidades.

Leia mais: Os 10 lugares mais lindos do mundo, segundo a ciência

“Se alguém pegasse o sul da Califórnia e o misturasse com uma mistura de Toscana, Espanha e mais do que uma pitada da ilha grega de Creta…teria criado Malta, um pequeno pontinho no sul do Mediterrâneo, a poucos passos da Sicília”, é a descrição no Índice Global de Aposentadoria de 2022 da International Living.

Um “pequeno pontinho” com mais de 500 mil pessoas, quase 15% das quais são expatriados.

Para a consultoria Global Citizen’s Solutions, Sliema, St. Julian’s e Paceville são os melhores lugares para viver uma vida de aposentado em Malta. “Consideradas as áreas mais ‘urbanas’ de Malta, as cidades estão localizadas junto à costa com uma mistura de residências, centros comerciais, bares, restaurantes, cinemas, marinas e uma vibrante comunidade de expatriados. Essas cidades também são mais turísticas e podem experimentar mais agitação do que outras cidades de Malta”, afirmam.

“Outras opções populares são St. Paul’s Bay, Qawra e Mellieha, que têm uma comunidade significativa de aposentados e famílias que vivem aqui, atraídos pelos muitos museus, restaurantes, lojas, marinas e hotéis.”

Itália

Getty Images

“Se você está procurando o estilo de vida do Velho Mundo por excelência, a Itália merece sua atenção”, escreve a plataforma Live and Invest Overseas. “As cidades antigas são encantadoras, e o campo entre elas é agradável. Mesmo excluindo as grandes cidades como Roma, há o suficiente para manter seu interesse e sustentar uma vida plena no continente. Além disso, a vida pode ser muito mais acessível do que em sua terra natal.”

História, arquitetura, arte, boa comida, vinho e uma sólida ligação ao seu passado, com centenas de ruínas visíveis por todo o país, estão entre as atrações. Outras vantagens incluem o fato de a Itália ter o segundo melhor sistema de saúde do mundo, segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde).

Blacktower nomeia a Itália como o “melhor país para mais de 65 anos”: tem a maior população de pessoas com mais de 65 anos na Europa, o que significa que os aposentados estarão cercados por pessoas da mesma faixa etária. Famosa por suas belas paisagens e culinária deliciosa, eles definitivamente não terão falta de coisas para fazer.

Leia mais: 9 motivos para se apaixonar por Palermo, na Itália

“Seja morando em Roma ou visitando o Coliseu, se envolvendo no mundo da moda em Milão ou admirando as vinícolas no Vale da Toscana, a Itália é definitivamente a favorita dos expatriados. Com taxas de criminalidade fenomenalmente baixas, poucas ou nenhumas restrições imobiliárias e cuidados de saúde acima da média, o país tem muitas vantagens para os estrangeiros que desejam se aposentar”, observa a Expat Financial.

Estas são as cinco regiões que a Italy Magazine recomenda para “estrangeiros se aposentarem com estilo”: Lombardia, Sicília, Puglia, Lazio e Toscana.

 

Compartilhe esta publicação: