Jaqueta que Buzz Aldrin usou na Lua bate recorde em leilão

A jaqueta de Buzz Aldrin, o segundo homem a pisar na Lua, superou as expectativas e foi arrematada por US$ 2,8 milhões

Carlie Porterfield
Compartilhe esta publicação:
Foto: Divulgação/Sotheby's
Foto: Divulgação/Sotheby's

Jaqueta usada por Buzz Aldrin na missão Apollo 11

Acessibilidade


A jaqueta de voo espacial usada por Buzz Aldrin, o segundo homem a pisar na Lua e o único membro da tripulação ainda vivo da histórica missão missão Apollo 11, de 1969, superou as expectativas e foi arrematada por US$ 2,8 milhões (R$ 15 milhões, na cotação atual) hoje (26).

A jaqueta, que apresenta patches com o nome de Aldrin e o logotipo da Apollo 11, é o artefato espacial americano mais valioso e a jaqueta mais cara já vendida em leilão, segundo a Sotheby’s.

Leia mais: Imagem original de Buzz Aldrin na Lua é vendida em leilão

A casa de leilões estimou anteriormente que a jaqueta seria vendida entre US$ 1 milhão (R$ 5,36 milhões) e US$ 2 milhões (R$ 10,72 milhões).

Foi a única vez que uma roupa usada durante a primeira missão de pouso na Lua esteve disponível para propriedade privada, disse a Sotheby’s, já que o Smithsonian é dono das jaquetas usadas pelos companheiros de tripulação de Aldrin, Neil Armstrong e Michael Collins.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Até hoje, o recorde do artefato espacial americano mais valioso já vendido em leilão pertencia a um saco de poeira lunar que foi vendido por US$ 1,8 milhão (R$ 9,64 milhões) em 2017.

A jaqueta mais cara já vendida em leilão era a jaqueta de couro vermelha que Michael Jackson usou no videoclipe de “Thriller”, arrematada por US$ 1,8 milhão (R$ 9,64 milhões) em 2011, de acordo com o Guinness World Records.

O número

US$ 2,9 milhões (R$ 15,54 milhões). Foi quanto o vencedor pagou por uma cápsula espacial da era soviética em 2011, que continua sendo a peça de memorabilia espacial mais cara já vendida. A cápsula foi um antecessor não tripulado do Vostok I, que em 1961 levou o cosmonauta Yuri Gagarin ao espaço.

Histórico

A jaqueta sa Apollo 11 de Aldrin é a mais recente de uma série de artefatos espaciais a arrecadar somas de sete dígitos em leilão nos últimos anos. Especialistas em casas de leilões dizem que o interesse em recordações de exploração espacial está aumentando, graças em parte à Corrida Espacial Bilionária, à medida que os bilionários Elon Musk, Jeff Bezos e Richard Branson se voltam para empreendimentos espaciais privados.

A poeira lunar coletada durante a missão Apollo 11 foi vendida por mais de US$ 500 mil (R$ 2,68 milhões) em leilão em abril, depois que a Nasa perdeu uma batalha judicial para manter o artefato fora do mercado privado.

>> Inscreva-se ou indique alguém para a seleção Under 30 de 2022

Compartilhe esta publicação: