Ferrari híbrida de 830 cv estreia sem preço e com fila de espera

296 GTB começa a ser entregue apenas em dezembro, por preço que deverá ficar entre os R$ 4,9 milhões da F8 Spider e os R$ 7,4 milhões da SF90 Stradale.

Rodrigo Mora
Compartilhe esta publicação:
(Divulgação)
(Divulgação)

Ferrari 296 GTB estreia no Brasil, mas será entregue apenas em dezembro

Acessibilidade


Há quinze dias a Ferrari anunciou que construirá seu primeiro esportivo elétrico até 2025, e que 80% de sua produção será eletrificada até 2030, sendo 40% de elétricos puros. Fundamental nessa estratégia é a 296 GTB, que ao lado da SF90 Stradale compõe a gama de híbridos da marca italiana.

Nesta quinta-feira (30) o modelo fez sua estreia no Brasil – ainda sem preço definido, contudo.

Leia mais: Ferrari anuncia que elétricos serão 40% de suas vendas até 2030

“Como o carro só chega em dezembro, ainda não temos como precificar exatamente. E dependemos de saber quantas unidades a Ferrari disponibilizará para o mercado brasileiro”, justificou Eduardo Alves, responsável pelo departamento comercial da Via Itália, importador oficial da marca no País.

(Divulgação)
(Divulgação)

Ferrari 296 GTB tem 830 cv de potência

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

O exemplar presente no showroom da Via Itália, em São Paulo, é apenas demonstrativo.

A estimativa é de que a 296 GTB se situe entre a F8 Spider, de R$ 4,9 milhões, e a SF90 Stradale, de R$ 7,4 milhões. “Lá fora é um carro de US$ 300 mil”, pondera Alves.

Para equacionar a fila de espera (global) pelo modelo, de 12 a 18 meses, Alves já tem uma lista de espera com aproximadamente 25 potenciais clientes. “Prevemos que cerca de 55% dos futuros compradores são atuais donos de Ferraris V8, enquanto os outros 45% sejam novos clientes”, vislumbra Alves.

V6 e elétrico

Na 296 Gran Turismo Berlinetta, o motor a gasolina é um 3.0 biturbo de 663 cv, enquanto o elétrico rende 167 cv; somados, entregam ao cupê 830 cv e 75,3 kgfm de torque. Quem gerencia tamanha força é um câmbio automatizado de oito marchas e dupla embreagem.

Dados da Ferrari indicam que são apenas 2,9 segundos para atingir os 100 km/h partindo da inércia, 7,3 segundos até os 200 km/h e velocidade máxima de 330 km/h. O superesportivo ainda consegue rodar 25 km no modo elétrico e chegar até 135 km/h sem gastar uma gota de combustível.

(Divulgação)
(Divulgação)

Ferrari 296 GTB

Compartilhe esta publicação: