Vacina da Moderna começa a ser distribuída nos EUA

Tang Ming Tung/Getty Images
Tang Ming Tung/Getty Images

O início da entrega da vacina Moderna ampliará significativamente a disponibilidade de vacinas contra a Covid-19

A distribuição da vacina da Moderna contra a Covid-19 para mais de 3.700 locais nos Estados Unidos começou, o que irá ampliar significativamente a vacinação iniciada na semana passada com o imunizante da Pfizer, informou o general do Exército dos EUA Gustave Perna, hoje (19).

A Moderna já transferiu vacinas de suas fábricas para depósitos operados pela distribuidora McKesson Corp, onde estavam sendo colocadas em contêineres e carregadas em caminhões hoje, disse Perna durante uma entrevista coletiva. Os caminhões partirão amanhã (20) e as remessas começarão a chegar aos profissionais de saúde já na segunda-feira (21), segundo ele.

LEIA MAIS: EUA autorizam vacina da Moderna, a segunda no país contra Covid-19

A FDA, agência reguladora de medicamentos dos EUA, aprovou ontem (18) uma autorização de uso emergencial da vacina da Moderna, a segunda contra Covid-19 a ser autorizada no país. O imunizante desenvolvido pela Pfizer e sua parceira alemã BioNTech foi aprovado em 11 de dezembro.

Trabalhadores nas instalações do provedor de serviços farmacêuticos Catalent, em Bloomington, no Estado de Indiana, estão enchendo e empacotando frascos com a vacina da Moderna e os entregando à McKesson, que enviará doses a partir de instalações em locais como Louisville, no Kentucky, e Memphis, no Tennessee. Esses locais são próximos às bases aéreas da United Parcel Service e da FedEx Corp.

O início da entrega da vacina Moderna ampliará significativamente a disponibilidade de vacinas contra a Covid-19, num momento em que os registros de mortes nos EUA relacionados ao vírus respiratório batem recordes.

“Esta é agora uma corrida entre a vacina e a Covid”, disse o governador de Nova York, Andrew Cuomo, ontem, em uma entrevista sobre o vírus. Ele afirmou que Nova York espera receber 346.000 doses da vacina da Moderna na próxima semana.

Enquanto a Pfizer organizou seu próprio sistema de distribuição, a operação do governo dos EUA para a vacinação, liderada por um general do Exército, é responsável pela entrega do imunizante da Moderna. O sistema de entrega terá alguns dos mesmos personagens que o da Pfizer, mas será diferente em aspectos importantes.

As empresas de transporte UPS e FedEx estão dando prioridade às vacinas em aviões e caminhões que transportam presentes de Natal e outras cargas. Seus motoristas cuidarão da maior parte das entregas de vacina. Eles estão indo diretamente para os locais de vacinação, ao contrário da Pfizer, que foi enviada para grandes centros e redistribuída.

VEJA TAMBÉM: Suíça iniciará aplicações de vacina da Pfizer contra Covid-19 após aprovação de órgão regulador

A vacina da Moderna está disponível em quantidades pequenas como 100 doses e pode ser armazenada por 30 dias em geladeiras de temperatura padrão, enquanto as vacinas da Pfizer vêm em caixas de 975 doses, precisam ser enviadas e armazenadas a -70 graus Celsius, e só podem ser mantidas por 5 dias na temperatura padrão da geladeira. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).