Suíça iniciará aplicações de vacina da Pfizer contra Covid-19 após aprovação de órgão regulador

País receberá inicialmente pouco mais de 100.000 doses do imunizante.

Redação
Compartilhe esta publicação:
Craig F. Walker/Pool/Reuters
Craig F. Walker/Pool/Reuters

Órgão regulador suíço também está analisando pedidos das vacinas da Moderna e AstraZeneca

Acessibilidade


A Suíça começará a receber doses da vacina contra Covid-19 da Pfizer e da parceira BioNTech dentro de poucos dias, depois que o órgão regulador de medicamentos do país autorizou o uso do imunizante, no que as autoridades chamaram de primeira aprovação mundial sob um procedimento padrão.

Dois meses após receber a solicitação de uso, a Swissmedic permitiu hoje (19) a vacina para pessoas com 16 anos ou mais, depois de uma revisão contínua dos documentos apresentados.

LEIA TAMBÉM: EUA autorizam vacina da Moderna, a segunda no país contra Covid-19

Isso abriu caminho para uma entrega inicial de pouco mais de 100.000 doses, que o Exército colocará em congelamento e enviará aos locais para iniciar a inoculação de pessoas vulneráveis, incluindo idosos e pessoas com problemas de saúde.

Uma campanha nacional para vacinar grupos de risco pode começar a partir de 4 de janeiro. As entregas subsequentes de 250.000 doses por mês mantêm a esperança de que todos os que desejarem uma injeção gratuita podem recebê-la até meados de 2021, disseram autoridades do órgão federal de saúde pública.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Com a aprovação de outro produto esperada para breve, a Suíça terá vacina suficiente nos próximos meses, afirmou a diretora da agência, Anne Levy, em entrevista coletiva em Berna.

A Swissmedic também está analisando os pedidos de vacinas feitos por Moderna e AstraZeneca.

Os casos de Covid-19 na Suíça e no vizinho Liechtenstein ultrapassaram 400.000 e o número de mortos chegou a 6.000, levando o governo ontem (18) a fechar restaurantes por um mês e pedir às pessoas que fiquem em casa. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: