Pazuello comprará vacinas da Pfizer e Janssen se Congresso flexibilizar responsabilização

Dado Ruvic/Reuters
Dado Ruvic/Reuters

Os contratos dessas vacinas preveem uma cláusula em que o governo comprador assume a responsabilidade por ações judiciais que possam vir de eventuais problemas , mas governo brasileiro se opõe fortemente

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, afirmou hoje (24) que a compra de vacinas da Pfizer e da Janssen depende da decisão do Congresso de mudar a lei e permitir a responsabilização do governo brasileiro em casos de reações adversas das vacinas dessas empresas, como previsto em contrato.

“Estamos discutindo com o Congresso a possibilidade de flexibilização da lei. Se vier essa flexibilização, sim, vamos comprar, mas depende dessa discussão”, disse Pazuello ao ser questionado sobre o tema durante visita ao Acre.

SAIBA MAIS: Vacina contra Covid-19 de uma dose da Johnson & Johnson é eficaz e segura

Os contratos dessas vacinas preveem uma cláusula em que o governo comprador assume a responsabilidade por ações judiciais que possam vir de eventuais problemas causados pelos imunizantes. O governo brasileiro, no entanto, se recusa a aceitar o termo.

O Congresso trabalha para incluir a responsabilização na Medida Provisória 1026, que permitiu a compra de vacinas sem licitação. O texto foi aprovado ontem (23) pela Câmara e vai ao Senado, onde deve ser incluída a emenda.

Principal opositor da cláusula, o presidente Jair Bolsonaro voltou a demonstrar resistência a mudanças.

“Tem cláusula que tira a total responsabilização dos laboratórios por possíveis efeitos colaterais. É uma coisa de extrema responsabilidade quem por ventura no Brasil tiver que dar a palavra final, se é o presidente, se é o Parlamento derrubando um veto, se é o Supremo Tribunal Federal”, disse.

“Agora, todas as cláusulas serão mostradas para que na ponta da linha cada um saiba o que está sendo aplicado.” (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).