AstraZeneca diz que vacina contra Covid-19 foi 76% eficaz em nova análise

De acordo com especialistas em saúde, a revisão do imunizante contribuirá muito para seu retorno ao pedido de autorização de uso emergencial dos EUA.

Redação
Compartilhe esta publicação:
Kai Pfaffenbach/Reuters
Kai Pfaffenbach/Reuters

AstraZeneca reiterou que a vacina foi 100% eficaz contra formas graves ou críticas da Covid-19

Acessibilidade


A AstraZeneca disse que sua vacina contra Covid-19 foi 76% eficaz em uma nova análise de seu teste nos Estados Unidos, só um pouco menor do que o nível de um relatório anterior desta semana, criticado por usar dados desatualizados.

Dados provisórios publicados na última segunda-feira (22) haviam estimado a taxa de eficácia da vacina em 79%, mas não incluído infecções mais recentes, o que provocou uma refutação pública altamente incomum das autoridades de saúde norte-americanas.

LEIA TAMBÉM: Anvisa recebe pedido de uso emergencial de vacina da Janssen contra Covid-19

A revisão modesta da taxa de eficácia contribuirá muito para a vacina retomar o caminho de uma autorização de uso emergencial dos EUA –que a empresa planeja pedir nas próximas semanas– e ajudará os esforços da AstraZeneca para dissipar as dúvidas sobre sua eficácia e efeitos colaterais, disseram especialistas independentes.

A AstraZeneca também reiterou que a vacina, desenvolvida com a Universidade de Oxford, foi 100% eficaz contra formas graves ou críticas da doença. Houve oito casos graves, todos entre participantes do teste que receberam um placebo.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

“A eficácia da vacina contra doenças graves, incluindo mortes, coloca a vacina da AstraZeneca no mesmo nível das outras vacinas”, disse William Schaffner, especialista em doenças infecciosas da Escola de Medicina da Universidade Vanderbilt, acrescentando que acredita que o imunizante será aprovado nos EUA.

Os dados mais recentes se basearam em 190 infecções entre mais de 32.400 participantes nos EUA, Chile e Peru. Os dados provisórios anteriores se basearam em 141 infecções surgidas até 17 de fevereiro.

Eles também mostraram que a vacina teve uma eficácia de 85% em adultos de 65 anos ou mais, mais do que a taxa de 80% informada na segunda-feira.

VEJA MAIS: Governo se compromete a ampliar vacinação para 1 milhão de doses por dia

A AstraZeneca disse que os dados mais recentes foram apresentados ao organismo independente de supervisão de testes, a Comissão de Monitoramento de Segurança de Dados, e que planeja submeter a análise a uma publicação endossada pela comunidade científica nas próximas semanas.

“A análise primária é condizente com nossa análise provisória divulgada anteriormente, e confirma que nossa vacina contra Covid-19 é altamente eficaz em adultos”, disse Mene Pangalos, vice-presidente executivo de Pesquisa e Desenvolvimento de biofármacos da AstraZeneca, em um comunicado.

A farmacêutica acrescentou que há 14 casos adicionais possíveis ou prováveis a serem analisados, por isso os números de atualizações posteriores dos resultados do teste podem flutuar ligeiramente. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: