CDC diz que passageiros ainda deveriam usar máscaras em aviões

O CDC afirmou que baseou sua recomendação nas atuais condições e disseminação da Covid-19, assim como no valor de proteção das máscaras.

Reuters
Compartilhe esta publicação:
Alyssa Pointer/Reuters
Alyssa Pointer/Reuters

Placa sobre exigência do uso de máscaras em aeroporto de Atlanta, nos EUA

Acessibilidade


O CDC (Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos) recomendou, ontem (4), que passageiros continuem usando máscaras em aviões, trens e aeroportos, apesar de uma decisão judicial de 18 de abril ter declarado que a obrigatoriedade do uso de máscaras em transportes que vigorava há 14 meses nos EUA era ilegal.

O CDC afirmou que baseou sua recomendação nas atuais condições e disseminação da Covid-19, assim como no valor de proteção das máscaras.

O Departamento de Justiça entrou com uma notificação no mês passado dizendo que recorreria da decisão, e tem até 31 de maio para fazê-lo. Mas o governo dos EUA não fez qualquer tentativa de buscar uma ação judicial imediata para restaurar a obrigatoriedade.

A obrigatoriedade do uso de máscaras teria expirado ontem (3), pouco antes da meia-noite, exceto se o CDC buscasse uma extensão de uma diretriz da Administração de Segurança de Transportes.

Uma porta-voz do CDC disse: “Como resultado da decisão judicial, a obrigatoriedade do uso de máscaras não está mais em vigor e não está sendo fiscalizada”.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Horas depois da decisão de 18 de abril, o governo Biden disse que não aplicaria mais a obrigatoriedade do uso de máscaras, que levou companhias aéreas a permitir que passageiros não as utilizem mais durante os voos. Passageiros relatam que agora que em alguns voos 10% ou menos estão usando máscaras.

Forbes abre inscrições para lista Under 30 2022

Compartilhe esta publicação: