Tesla nomeia Larry Ellison e Kathleen Wilson-Thompson para conselho

Getty Images
Larry Ellison comprou 3 milhões de ações da Tesla no início deste ano

A Tesla nomeou hoje (28) dois conselheiros independentes como parte de um acordo com reguladores federais dos Estados Unidos para superar a turbulência após o tuíte do presidente-executivo, Elon Musk, sobre fechamento de capital da montadora de carros elétricos.

LEIA MAIS: Tesla atinge meta de montar 1 mil Model 3 por dia

A empresa disse que Larry Ellison, fundador da Oracle, e Kathleen Wilson-Thompson, chefe global de recursos humanos da Walgreens Botas Alliance, entraram para o conselho de diretores independentes da montadora, efetivamente desde 27 de dezembro. Ellison comprou 3 milhões de ações da Tesla no início deste ano.

Sob um acordo com a Securities and Exchange Commission (SEC), Musk concordou em pagar uma multa de US$ 20 milhões e em se afastar da presidência do conselho da montadora por três anos para encerrar as acusações que poderiam ter forçado sua saída. A Tesla também concordou em pagar uma multa de US$ 20 milhões.

Sob o acordo a montadora também aceitou nomear um presidente do conselho e dois diretores independentes, além de um comitê do conselho para controlar as comunicações da Musk. Em novembro, Robyn Denholm assumiu a presidência do conselho, deixando sua posição de diretora financeira na australiana de telecomunicações Telstra.

Um juiz dos Estados Unidos aprovou em outubro o acordo para encerrar processos resultantes dos tuítes de Musk, em que o executivo afirmou estar considerando fechar o capital da montadora e que tinha financiamento garantido para a operação, levando a SEC a apresentar acusações de fraude contra ele.

Já está no disponível no aplicativo ForbesBrasil a edição 64 com a lista Under30.
Baixe o app na Play Store ou na App Store.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).