BRF tem terceiro prejuízo trimestral seguido

Forbes
A BRF registrou prejuízo líquido no primeiro trimestre de R$ 113 milhões com operações continuadas

A BRF, maior exportadora de frango do mundo, disse que perdeu dinheiro pelo terceiro trimestre consecutivo, uma vez que os aumentos de preço que elevaram a receita não conseguiram compensar os custos maiores com ração.

LEIA MAIS: BRF: CFO renuncia e Lorival Luz Jr acumulará cargos

A BRF registrou prejuízo líquido no primeiro trimestre de R$ 113 milhões com operações continuadas, menos do que as expectativas dos analistas de uma perda real de R$ 239,7 milhões no período.

Com o acréscimo de uma cobrança de R$ 863 milhões decorrente de ajustes relativos à venda de ativos na Argentina, o prejuízo no trimestre atingiu R$ 1 bilhão.

A processadora de alimentos também divulgou uma queda de 7,3% no volume de produtos vendidos, o que foi parcialmente compensado por um aumento de 13% no preço de seus produtos.

Os aumentos de preços ajudaram a elevar a receita líquida no trimestre em quase 5%, para R$ 7,4 bilhões, segundo a BRF. Os preços dos alimentos, por outro lado, aumentaram em média quase 35% nos seis meses imediatamente anteriores ao primeiro trimestre, contrariando os esforços de recuperação da empresa.

VEJA TAMBÉM: BRF suspende abate de aves no PR por gestão de oferta

O Ebitda ajustado, ou lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização, um indicador de lucro operacional, ficou em R$ 748 milhões, melhor do que os R$ 676,3 milhões esperados pelos analistas.

Às 10:55, as ações da BRF recuavam 2,8%, a R$ 29,86, entre as maiores quedas do Ibovespa, que cedia 0,85%.


Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).