Light lucra R$ 1,5 bi no 3º tri com impulso de receita de causa tributária

O Ebitda ajustado consolidado atingiu R$ 1,1 bilhão de reais no período

A elétrica Light reportou lucro líquido de R$ 1,5 bilhão no terceiro trimestre, frente a R$ 6 milhões no mesmo período do ano passado, com impulso da receita financeira do reconhecimento do trânsito em julgado do processo judicial de exclusão do ICMS da base de cálculo de PIS/Cofins.

LEIA MAIS: Light vende fatia de 17% na Renova Energia

O Ebitda ajustado consolidado atingiu R$ 1,1 bilhão de reais no período, aumento de R$ 749 milhões na comparação anual também decorrente da receita extraordinária relativa ao processo judicial, conforme a empresa informou na noite de quarta-feira (13).

A Light havia informado em agosto que transitou em julgado no Tribunal Regional Federal da 2ª Região uma decisão que reconhecia o direito de sua subsidiária Light SESA excluir o ICMS da base de cálculo de PIS/Cofins, com efeito retroativo a janeiro de 2002.

Excluindo os efeitos não-recorrentes, o Ebitda seria de R$ 291 milhões, redução de 13,2% na comparação anual, explicado pelo aumento das contingências.

As perdas totais sobre a carga fio (12 meses) em setembro totalizaram 25,93%, praticamente em linha com o resultado de junho, disse a Light.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).