Amazon abrirá novo centro de distribuição em Pernambuco em 2020

ReutersConnect/Mike Segar
A abertura do centro de distribuição em Pernambuco deve aumentar a rapidez de entrega da Amazon

A varejista norte-americana Amazon anunciou hoje (12) a abertura de um novo centro de distribuição no Estado de Pernambuco, seu segundo no Brasil, fortalecendo sua infraestrutura logística para acelerar as entregas e expandir suas operações.

LEIA MAIS: Amazon culpa Trump por perder para Microsoft contrato de US$ 10 bi do Pentágono

O movimento ocorre quase um ano após a gigante de comércio eletrônico inaugurar seu primeiro e tão aguardado centro de distribuição na região de Cajamar (SP), em um desafio para varejistas locais e outros players internacionais como o Mercado Livre.

O novo centro também sucede o lançamento do seu serviço de assinatura de produtos de entretenimento e compras, o Prime, acirrando ainda mais a concorrência ao oferecer frete gratuito ilimitado para todo o país.

“O anúncio de hoje marca nosso compromisso de longo prazo com o Brasil e, principalmente, com nossos clientes em todo o país”, disse o presidente da Amazon no Brasil, Alex Szapiro, em nota.

A companhia não divulgou o quanto está investindo no novo centro de distribuição, que inicialmente terá 10 mil metros quadrados, em Cabo de Santo Agostinho, um município na Grande Recife, no estado de Pernambuco.

A varejista espera iniciar as operações no primeiro semestre de 2020, reduzindo o prazo mínimo de entrega para até dois dias em Recife, João Pessoa, Natal, Maceió e Fortaleza, de acordo com o comunicado.

LEIA TAMBÉM: Por que a Amazon investe mais em pesquisa do que outras gigantes

Ainda segundo a Amazon, a abertura do centro de distribuição em Pernambuco deve criar centenas de postos de trabalho diretos e indiretos, que se somam aos mais de 3.200 empregos criados desde 2012 no Brasil.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).