Apple não vai cumprir meta trimestral de receita por impacto do coronavírus

ReutersConnect/Aly Song
A crise do coronavírus fez com que a produção na China fosse reduzida

A Apple afirmou hoje (17) que não vai cumprir sua estimativa de receita deste primeiro trimestre por causa da epidemia de coronavírus que afeta produção e demanda na China.

A empresa afirmou que, apesar da reabertura das instalações de produção na China, elas estão retomando atividade em um ritmo mais lento que o esperado.

LEIA MAIS: Como o Apple Watch derrubou o mercado de relógios suíços

A Apple tinha previsto receita entre US$ 63 bilhões e US$ 67 bilhões no trimestre, acima das estimativas de analistas de US$ 62,4 bilhões.

Mas a companhia afirmou que o fornecimento de componentes para a montagem do iPhone ficará temporariamente restringido, uma vez que as fábricas na China ainda não estão operando com capacidade plena. As vendas de iPhones subiram pela primeira vez em um ano no trimestre encerrado em dezembro.

A companhia também afirmou que o fechamento de lojas afetou suas vendas na China, uma vez que a maioria dos pontos de venda não abriu as portas ou operou por períodos reduzidos de tempo.

LEIA TAMBÉM: Apple faz movimentação na área de segurança que pode afetar todos os usuários

Analistas estimam que o coronavírus poderá reduzir a demanda por smartphones na China em 50% no primeiro trimestre. A China é o maior mercado do mundo para smartphones.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).