Softbank gasta US$ 2,5 bi para tirar novo Vision Fund do papel

Toru Hanai/Reuters
Softbank tenta atrair investidores para criar um sucessor do Vision Fund

O SoftBank Group injetou US$ 2,5 bilhões de seu próprio capital em novos investimentos desde outubro, disseram pessoas familiarizadas com o assunto, na esperança de restaurar sua reputação de ganhar muito dinheiro, à medida que tenta atrair investidores para criar um sucessor do Vision Fund.

O conglomerado de tecnologia japonês também está considerando investir outros US$ 2,5 bilhões, disse uma das fontes.

LEIA MAIS: Lucro do Softbank cai 99%, mas ações sobem 14% na semana; entenda por quê

O presidente-executivo do SoftBank, Masayoshi Son, disse na semana passada que a empresa pode passar até dois anos investindo seu próprio capital em um fundo de transição, para construir um portfólio que dará aos investidores confiança suficiente para participar de um segundo Vision Fund. Para esse fim, ele disse que o SoftBank já investiu “bilhões” de dólares, mas não forneceu um número exato.

O SoftBank estava planejando uma captação de fundos de US$ 108 bilhões para o segundo Vision Fund e havia comprometido US$ 38 bilhões de seu próprio dinheiro para esse objetivo. No entanto, Son disse na semana passada que o lançamento do fundo foi adiado devido a “preocupações” dos investidores com o desempenho do primeiro Vision Fund, de US$ 100 bilhões.

O ritmo dos mais recentes investimentos do SoftBank contrasta com o do primeiro Vision Fund, que gastou mais de US$ 80 bilhões após o final de sua primeira grande captação de fundos em maio de 2017.

A onda de investimentos do fundo provocou uma alta nas avaliações de várias startups de tecnologia, como a WeWork e a Uber. Esse movimento fracassou quando os prejuízos dessas empresas aumentaram à medida que cresciam vertiginosamente.

O SoftBank foi forçado a salvar a WeWork da falência no ano passado em um acordo de financiamento de aproximadamente US$ 10 bilhões, enquanto as ações da Uber estão sendo negociadas mais de 10% abaixo do preço de sua oferta pública inicial em março de 2019, mesmo após uma recente recuperação.

Na semana passada, o SoftBank disse que o primeiro Vision Fund havia conseguido US$ 9,5 bilhões em caixa e ganhos de marcação a mercado até o final de dezembro. Isso representa uma alta de 9,5% desde a primeira captação de recursos, contra 25% do índice S&P 500 no mesmo período.

VEJA TAMBÉM: CEO do Softbank diz que não deve reduzir participação no Alibaba

Em julho, o SoftBank disse que empresas, incluindo a Microsoft, Apple, Foxconn e bancos japoneses estavam dispostas a investir US$ 108 bilhões no segundo Fundo Vision.

Sete meses depois, o fundo ainda não recebeu dinheiro de investidores externos.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).