Alphabet divulga receita do YouTube após pedido de reguladores

Dado Ruvic/Reuters
Receitas de publicidade do YouTube passarão a ser divulgadas separadamente

A Alphabet começou a divulgar a receita do YouTube neste ano, após reguladores dos Estados Unidos pedirem à dona do Google que desse mais dados “quantitativos e qualitativos” sobre o negócio, segundo documentos divulgados hoje (16).

A vice-presidente de contabilidade da Alphabet, Amie Thuener O’Toole, escreveu à Comissão de Valores Mobiliários dos EUA em 20 de dezembro, afirmando que “divulgaremos separadamente as receitas de publicidade do YouTube”, embora “não tenha havido alterações significativas dos nossos negócios de publicidade”.

A decisão ocorre após a divisão de finanças corporativas da SEC em outubro passado pedir à empresa para revisar seus registros financeiros trimestrais para dar informações mais detalhadas sobre as principais unidades de negócios.

LEIA MAIS: Os youtubers mais bem pagos de 2019

“Observamos que o YouTube e as ferramentas de pesquisa para celular e computador experimentaram diferentes taxas de crescimento e monetização e desfrutam de margens diferentes”, escreveu a SEC. “Como tal, elas representam subdivisões ou componentes significativos das receitas de propriedades do Google que devem ser discutidas separadamente para permitir que os investidores vejam a empresa pelos olhos da administração”.

A SEC e o Google se recusaram a comentar.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).