Integrantes do Under 30 estão entre os quatro jovens brasileiros mais inovadores da América Latina pelo “MIT Technology Review”

Reprodução MIT Technology Review
Magno foi eleito pelo Under 30 na divisão Terceiro Setor por seu trabalho como cofundador do Instituto HandsFree de Tecnologias Assistivas

Um ano após integrar a lista Under 30 2018 da Forbes Brasil, Philippe Magno, 29 anos, figura entre os 35 jovens da lista MIT Innovators Under35 LATAM anunciada hoje. A publicação anual do “MIT Technology Review” seleciona destaques abaixo de 35 anos nas categorias Inovadores, Empreendedores, Visionários, Humanitários e Pioneiros.

Magno foi eleito pelo Under 30 na divisão Terceiro Setor por seu trabalho como cofundador do Instituto HandsFree de Tecnologias Assistivas, startup que desenvolve tecnologias para aumentar a autonomia e inclusão de pessoas com deficiência física. Atualmente, o jovem se dedica à FOZ, um centro de inovação recifense fundado em parceria com a Faculdade Pernambucana de Saúde e o Hospital IMIP para desenvolver, incubar e acelerar startups com soluções inovadoras nas áreas de saúde e educação.

Hoje aos 30 anos de idade, Caio Guimarães esteve entre os 30 jovens de destaque listados pela Forbes em 2015. À época, durante um estágio no Wellman Center, laboratório de Harvard e do MIT (Massachusetts Institute of Technology), Guimarães foi essencial para o avanço de um estudo financiado pelo Exército Americano. Na ocasião, um grupo de cientistas havia descoberto uma nova forma de erradicar bactérias resistentes a antibióticos a partir de feixes de luz. Caio então desenvolveu uma lanterna portátil com peças compradas na Amazon com a mesma frequência luminosa necessária para erradicar as infecções bacterianas, e uma série de microagulhas com fibra ótica capazes de penetrar nos tecidos mais profundos da pele.

VEJA TAMBÉM: Under 30 2020: conheça 20 jovens revelações da lista norte-americana

A lista atrelada ao MIT (Massachusetts Institute of Technology) já listou nomes como Marck Zuckerberg, cofundador do Facebook, em 2007, e Segey Brin, cofundador do Google, em 2002.

A cerimônia de premiação do MIT Innovators Under35 Latam acontecerá no dia 30 de janeiro, na Cidade do México, e reunirá os jovens premiados de 10 países diferentes da América Latina.

Veja, na galeria de imagens a seguir, os quatro jovens brasileiros premiados pelo MIT Innovators Under 35:

  • Maria Angelica de Camargo

    Categoria: Inventores
    Idade: 32 anos

    Bióloga molecular, pesquisadora e chefe de Pesquisa e Desenvolvimento da Wama Diagnóstica, Maria Angélica de Camargo desenvolveu uma proteína para criar um teste de rápido resultados para detecção da dengue.

  • Caio Guimarães

    Categoria: Empreendedores
    Idade: 30 anos

    Engenheiro elétrico, Caio Guimarães aplicou tecnologia da fotomodulação, que utiliza ondas eletromagnéticas, para reduzir amputamentos relacionados ao pé diabético. O produto desenvolvido por Guimarães por meio da Beone Technologies envia ondas eletromagnéticas para as células do pé, que ativam o mecanismo imunológico do paciente e ajudam o próprio corpo a curar as feridas. Em ensaios clínicos, o tratamento apresentou eficácia de 100%.

  • Esthevan Gasparoto

    Categoria: Empreendedores
    Idade: 30 anos

    Engenheiro florestal, Esthevan Gasparoto cofundou a startup Treevia , que visa ajudar a conectar a floresta com a Internet das Coisas (IoT). Para isso, Gasparoto e sua equipe desenvolveram o sensor SmartForest. O produtos instalado nas árvores é capaz de monitorar seu crescimento e otimizar a silvicultura — trabalho dedicada ao cultivo florestal.

  • Philippe Magno

    Categoria: Empreendedores
    Idade: 29 anos

    Empreendedor e gestor de marketing, Philippe Magno fundou o Instituto HandsFree, uma organização sem fins lucrativos que aplica a tecnologia para melhorar a autonomia e promover a inclusão social de pessoas com mobilidade reduzida. O equipamento desenvolvido por Magno permite que portadores de deficiências físicas controlem smartphones e tablets somente com movimentos de cabeça.

Maria Angelica de Camargo

Categoria: Inventores
Idade: 32 anos

Bióloga molecular, pesquisadora e chefe de Pesquisa e Desenvolvimento da Wama Diagnóstica, Maria Angélica de Camargo desenvolveu uma proteína para criar um teste de rápido resultados para detecção da dengue.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).