BNDES tem que rever balanço para reduzir dependência do Tesouro

Novo presidente da instituição fez a afirmação durante sua posse em Brasília

Redação, com Reuters
Compartilhe esta publicação:
GettyImages
GettyImages

Segundo Joaquim Levy, é preciso repensar a maneira de trabalhar para otimizar o balanço.

Acessibilidade


O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) precisa rever seu balanço e reduzir dependência de recursos do Tesouro, que ainda é exagerada, disse o novo presidente da instituição de fomento, Joaquim Levy, hoje (7).

VEJA TAMBÉM: Lucro do BNDES quase dobra e vai a R$ 6,3 bilhões

“Estamos na antesala de um novo ciclo de investimentos, com economia mais aberta…estamos ajustando todo o balanço do banco, precisamos repensar a maneira de trabalhar para podermos otimizar nosso balanço que hoje depende em proporção exagerada de recursos do Tesouro”, disse Levy durante cerimônia de posse em Brasília.

“Depende de forma menos exagerada que quatro anos atrás de recursos do Tesouro e isso que ser adequado para se ter um retorno adequado para o capital da população”, acrescentou Levy.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.
Compartilhe esta publicação: