Lucro da Eneva no 3° tri cai 49% na comparação anual

Resultado foi influenciado pelo menor acionamento de usinas térmicas.

Redação, com Reuters
Compartilhe esta publicação:

A elétrica Eneva teve lucro líquido de R$ 89,8 milhões no terceiro trimestre

Acessibilidade


A elétrica Eneva informou ontem (6) que teve lucro líquido de R$ 89,8 milhões no terceiro trimestre, recuo de 48,9% ante mesma etapa de 2018, desempenho impactado pelo menor acionamento das usinas térmicas.

VEJA MAIS: Canadian, Casa dos Ventos e Eneva avaliam leilão em RR

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) foi de R$ 340,8 milhões no período, ou 31,5% abaixo do desempenho nos mesmos três meses do ano anterior.

O indicador de geração de caixa foi impactado pela redução de 23% no volume de energia líquida gerada pela companhia e pela queda nos preços de commodities às quais está indexada a receita variável de geração da empresa.

As usinas do complexo Parnaíba, o principal da Eneva, tiveram acionamento médio ponderado de 80% entre julho e setembro, contra despacho médio de 99% no mesmo período de 2018.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

A receita operacional líquida da elétrica foi de R$ 858,3 milhões, ou 23,5% abaixo do visto há um ano atrás.

A companhia apontou ainda a realização de R$ 359,8 milhões em investimentos no trimestre, um avanço de 682,5% na comparação anual, impulsionados pela construção da térmica Parnaíba V e do projeto integrado Azulão-Jaguatirica.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: