Microsoft atualiza cláusulas de privacidade diante de investigação da UE

Objetivo é oferecer as novas condições ao setor público e clientes corporativos no início de 2020 .

Redação, com Reuters
Compartilhe esta publicação:
Getty Images
Getty Images

Microsoft anuncia que está atualizando as cláusulas de privacidade de seus contratos comerciais de computação em nuvem

Acessibilidade


A Microsoft anunciou hoje (18) que está atualizando as cláusulas de privacidade de seus contratos comerciais de computação em nuvem após os reguladores europeus descobrirem que seus acordos com instituições da União Europeia não protegiam os dados segundo a legislação da UE.

O órgão de vigilância de dados da UE iniciou uma investigação em abril para avaliar se os contratos da Microsoft com a Comissão Europeia e outras instituições da UE cumpriam as regras de proteção de dados.

LEIA MAIS: Microsoft lança ferramenta de computação em nuvem para analisar dados corporativos

Em comunicado divulgado em seu site sobre a questão, a Microsoft afirmou: “Aumentaremos nossas responsabilidades de proteção de dados para um subconjunto de processamento em que a empresa se envolve quando presta serviços corporativos”.

A Microsoft, o único grande fornecedor de nuvem a oferecer esses termos no Espaço Econômico Europeu e além, espera oferecer as novas cláusulas para o setor público e clientes corporativos no início de 2020.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: