Microsoft lança ferramenta de computação em nuvem para analisar dados corporativos

iStock
O sistema Azure Synapse faz parte da unidade de computação em nuvem da empresa

A Microsoft anunciou hoje (4) um novo serviço destinado a ajudar grandes empresas a usarem a enorme quantidade de dados armazenados em sistemas corporativos.

LEIA MAIS: Acordo com Pentágono impulsionará posição da Microsoft em computação em nuvem

O sistema Azure Synapse, a ser apresentado em um evento na Flórida, faz parte da unidade de computação em nuvem da empresa, que impulsionou suas ações nos últimos cinco anos. A ferramenta visa ajudar empresas a criar sistemas que analisam grandes quantidades de dados para tomar melhores decisões de negócios, como verificar se uma campanha de marketing digital está direcionando mais tráfego para lojas e sites.

O Synapse visa resolver dois problemas para as empresas que constroem esses sistemas, disse Rohan Kumar, vice-presidente corporativo da Azure Data, em entrevista à Reuters.

O primeiro é que as empresas precisam de ferramentas diferentes para analisar dados mantidos em sistemas como bancos de dados de clientes – onde nomes e endereços ficam em linhas e colunas organizadas e parecem uma planilha – em comparação com sistemas mais recentes, como ferramentas de monitoramento de sites, nos quais os cliques são registrados como uma longa sequência de números. A ferramenta Synapse foi projetada para lidar com os dois tipos de dados, disse ele.

Já o segundo é que o Synapse lida automaticamente com algumas das tarefas de construção de um sistema para analisar dados, reduzindo a quantidade de trabalho necessária dos programadores. Deutsch Bank e Unilever estão entre os clientes que testam o sistema, disse a Microsoft.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).