Black Friday tem desempenho recorde e vendas inusitadas

getty-images
getty-images

A Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (Abcomm) revelou que R$ 3,5 bilhões foram arrecadados nesta Black Friday no Brasil, 20% a mais do que em 2018

Resumo:

 

  • Ao analisar os registros das aquisições, pode-se dizer que a Black Friday realmente se consolidou como opção de compras dos consumidores brasileiros;
  • Segundo o Compre&Confie, as categorias moda e acessórios, entretenimento, beleza, perfumaria e saúde, eletrodomésticos e ventilação e telefonia foram as mais representativas no evento deste ano;
  • 960 mil rolos de papel higiênico vendidos pelo Magazine Luiza e 1,6 mil litros de sorvete comercializados pela San Paolo Gelato & Café são algumas das vendas inusitadas da Black Friday 2019 no Brasil.

A Black Friday já acabou para grande parte dos comerciantes e, ao que tudo indica, a data realmente se consolidou como opção de compras dos consumidores brasileiros.

Os primeiros balanços indicam que a campanha 2020, a décima edição realizada no país, superou as expectativas. Só no comércio eletrônico, modalidade na qual a empresa de inteligência de mercado Compre&Confie esperava R$ 3,1 bilhões, o movimento consolidado chegou a R$ 3,87 bilhões nos dias 28 e 29 de novembro – valor 30,9% acima do que no mesmo período do ano passado.

VEJA MAIS: Vendas do varejo na Black Friday crescem 18%, mostra índice da Cielo

A Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (Abcomm) revela números mais conservadores – R$ 3,5 bilhões –, mas, ainda assim, 20% maior do que em 2018.

Só nas plataformas móveis, o aumento foi de 38% em relação ao ano passado, segundo a AppsFlyer. A empresa especializada em atribuição e mensuração de dados mobile revelou 4,5 milhões de compras feitas pelos brasileiros nos aplicativos – contra 3,5 milhões dos norte-americanos. Um monitoramento da Ebit-Nielsen também revelou que os apps foram responsáveis por 52% do faturamento nos dias 28 e 29 de novembro no país, um crescimento de 95%. 

Os itens mais procurados não revelam surpresas – as categorias moda e acessórios, entretenimento, beleza, perfumaria e saúde, eletrodomésticos e ventilação e telefonia foram as mais representativas, segundo o Compre&Confie –, mas a verdade é que todos os setores entraram na onda para garantir uma fatia nesse bolo que, no total, passou dos R$ 70 bilhões em faturamento total segundo os primeiros balanços.

Veja, na galeria de fotos a seguir, alguns números impressionantes e algumas vendas inusitadas da Black Friday 2019 no Brasil:

  • Papel higiênico

    O Magazine Luiza vendeu 960 mil rolos de papel higiênico, o equivalente a quase 20 milhões de metros.

    getty-images
  • Tapetes higiênicos

    A Petz, rede de lojas especializadas em produtos para animais, vendeu 21 mil pacotes de tapetes higiêncios, de modelos e tamanhos variados.

    divulgação
  • Passagens aéreas

    Apenas na sexta-feira (29), a Gol emitiu 450 mil bilhetes para 99 destinos, com vendas totais de R$ 120 milhões – recorde histórico para a companhia aérea. Os locais mais procurados foram São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília Recife e Salvador.

    getty-images
  • Filmes

    Dos 60 títulos colocados a R$ 1,99 para streaming na plataforma Looke, os mais alugados foram o drama policial “Miss Bala” (2019), o romance “A Cinco Passos de Você” (2019) e o suspense dramático “Você Nunca Esteve Realmente Aqui” (2017), com Joaquim Phoenix.

    divulgação
  • Pilhas

    Só no Magalu, 400 mil pilhas foram vendidas.

    divulgação
  • Livros

    A obra mais vendida pela Saraiva foi “Como Fazer Amigos e Influenciar Pessoas – Versão De Bolso”, que teve uma redução de preço de R$ 34,90 para R$ 9,90.

    divulgação
  • Sorvete

    A San Paolo Gelato & Café vendeu, em todo o país, 1,6 mil litros de sorvete. Os sabores mais pedidos foram Ninho San Paolo, o carro chefe da casa, chocolate marroquino e morango.

    divulgação
  • Sofás

    Sozinha, a Mobly comercializou, entre os dias 29 de novembro e 1 de dezembro, 7.664 sofás.

    divulgação
  • Transações financeiras

    Somente no Itaú, entre transações com cartões, TEDs, DOCs, pagamentos com boleto ou que passaram pelo processamento da Rede, foram mais de R$ 45 bilhões, um recorde de volume financeiro para um único dia.

    getty-images
  • Reclamações

    Entre a sexta-feira (29) e as 12h da segunda (2), o Procon registrou 1.079 atendimentos, sendo 653 reclamações e 426 consultas e orientações, ou 45% mais do que no ano passado. A principal queixa dos consumidores foi com relação ao funcionamento do aplicativo Mercado Pago no momento de pagamento das compras feitas nas redes de fast-food McDonald’s e Burger King

    peter-dazeley_getty-images

Papel higiênico

O Magazine Luiza vendeu 960 mil rolos de papel higiênico, o equivalente a quase 20 milhões de metros.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).