Cogna fará oferta de pelo menos R$ 2 bi em ações

Forbes
Forbes

A precificação das ações distribuídas está prevista para 11 de fevereiro

O grupo Cogna Educação anunciou que seu conselho de administração aprovou oferta pública primária de ações que pode movimentar pelo menos R$ 2 bilhões, considerando o preço de fechamento do papel ontem (31).

A empresa vai usar os recursos para aquisição de grupos de ensino superior e otimização de sua estrutura de capital, segundo fato relevante.

VEJA MAIS: Cogna, ex-Kroton, tem queda no lucro do 3º tri

A companhia vai distribuir em lote primário 172.117.040 ações ordinárias. A precificação é prevista para 11 de fevereiro e a negociação dos novos papéis deve começar dois dias depois. A ação da Cogna encerrou nesta sexta-feira em alta de 1,1%, cotada a R$ 11,62.

A oferta é coordenada por Itaú BBA, BTG Pactual, Morgan Stanley, Bradesco BBI, Credit Suisse, JP Morgan e Santander Brasil.

A operação tem como condição para ser realizada a subscrição da totalidade das ações do lote primário. Um lote adicional, de até 35% do primário (60,24 milhões de papéis) poderá ser ofertado. Com isso, a operação poderá chegar a R$ 2,7 bilhões, considerando o preço da ação nesta sexta-feira.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).