Shoppings vão isentar lojistas de aluguel durante fechamento, diz Alshop

Cobrança de condomínio será flexibilizada e reduzida.

Redação, com Reuters
Compartilhe esta publicação:
gettyimages-Vostok
gettyimages-Vostok

A entidade afirmou, ainda, que as medidas se somam a outras como “linhas de crédito reduzidas e redução de impostos”

Acessibilidade


Lojistas de shopping centers do Brasil terão isenção de aluguel durante o fechamento dos empreendimentos determinados por autoridades públicas como medida para contenção da epidemia de Covid-19 no país, anunciou hoje (23) a associação setorial Alshop.

Segundo a entidade, o aluguel de março será cobrado de maneira proporcional, mas a cobrança será feita “posteriormente e de maneira negociada”.

Várias administradoras de shoppings do país, incluindo Multiplan, brMalls e Iguatemi, anunciaram ações para fechamento dos empreendimentos em várias cidades do país.

LEIA TAMBÉM: TIM faz parceria com prefeitura do Rio para monitorar cidadãos durante epidemia

“Não haverá cobrança de aluguel durante o tempo em que os shoppings estiverem fechados. A cobrança do condomínio será flexibilizada e reduzida uma vez que o custo de manutenção, limpeza, energia e conservação ainda se mantém”, afirmou a Alshop em comunicado à imprensa.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

A entidade afirmou, ainda, que as medidas se somam a outras como “linhas de crédito reduzidas, redução de impostos” que foram obtidas em negociações com governos.

O número de mortes em decorrência do novo coronavírus no Brasil avançou de 25 para 34 nesta segunda-feira, informou o Ministério da Saúde. Os casos confirmados de Covid-19 no país atingiram 1.891, avanço de 345 casos na comparação com o dia anterior.

A maior parte das mortes pela doença está no Estado de São Paulo, com 30 óbitos. O Estado também possui a maioria das infecções confirmadas no Brasil, com 745 – 114 a mais do que o registrado ontem (22).

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: