Startup de carne alternativa lança bacon à base de planta

Reprodução Forbes
Reprodução Forbes

Prime Roots fez lançamento limitado de mil unidades de seu bacon à base de koij

Este bacon é indescritível. Não vem de um porco. E você nem pode mais comprá-lo. O produto, vendido especialmente no Valentine’s Day, foi um sucesso.

O bacon à base de plantas é de uma startup californiana chamada Prime Roots, que diz que seu produto, fabricado a partir do fungo de um superalimento japonês chamado koji, será lançado novamente em breve, com um açougue vegano.

VEJA TAMBÉM: Hambúrguer feito de vegetais invade lanchonetes e supermercados

O bacon falso foi desenvolvido de acordo com a demanda popular, diz Kimberlie Le, cofundadora da Prime Roots. “Nos últimos meses, conduzimos uma votação, na qual tivemos mais de 5.000 pessoas em todo o território norte-americano votando em qual deveria ser nosso primeiro produto à base de plantas”, diz Kimberlie. “Apresentamos 12 opções diferentes e nosso bacon à base de fungos foi o grande vencedor.”

Kimberlie diz que “embora exista bacon de tempeh e uma variedade de produtos à base de plantas no mercado, não havia opções verdadeiramente pouco processadas e capazes de reproduzir mais fielmente o original”. Diz-se que o bacon Prime Roots reproduz a mastigação e a defumação do bacon de porco, sem a carregar culpa (sobre os malefícios para a saúde e os encargos ambientais que a carne convencional carrega).

O bacon alternativo até faz barulho ao fritar, encolhe um pouco na panela e enrola como bacon de porco. “Nosso koji natural é fabricado localmente, combinado com gorduras à base de plantas e inserido em uma falsa barriga de porco”, explica Kimberlie. “Deixamos o produto descansar, colocamos em um defumador e o cortamos artesanalmente… Deixamos nosso bacon ferver, para que atinja o equilíbrio certo entre proteína e gordura”.

Reprodução Forbes

Embalagem de Prime “Bacon” comercializada a US$ 10 durante lançamento limitado

A Prime Roots fez um lançamento limitado de mil unidades de seu bacon à base de koij. O produto esgotou com milhares de pessoas na fila on-line esperando para fazer a compra.

E AINDA: A entrada e popularização dos suplementos veganos no Brasil

A Prime Roots diz que o koji continuará sendo o principal ingrediente em futuros produtos (disponível on-line e no açougue físico de carnes à base de planta, que deve ser inaugurado em San Francisco meste mês).

Um benefício do uso do koji como base é que os fungos podem imitar o sabor e a textura da carne e de frutos do mar, mas sem a necessidade de serem processados ​​para obter sabores umami ricos, diz Kimberlie.

De volta ao açougue: os produtos de carne sem carne variam do bacon ao tender de frango, linguiças, bolinho de caranguejo, salada de atum e iscas de lagosta. Itens do menu de refeições prontas também estarão disponíveis.

Segundo biografia, a fundadora da startup, Kimberlie Le, é filha da chef Chi Le, participante do MasterChef Vietnam, e sua ideia para a Prime Roots tomou forma no laboratório de carne alternativa da Universidade da Califórnia, em Berkeley. A startup se desenvolveu por meio da aceleradora da IndieBio e recebeu mais de US$ 4 milhões da True Ventures e da Collaborative Fund, o último dos quais investiu na Beyond Meat e Impossible Foods.

A Prime Roots era anteriormente conhecida como Terramino Foods, pioneira na produção do hambúrguer de salmão à base de plantas.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).