Acionistas da Vale aprovam dobrar remuneração da diretoria executiva em 2020

REUTERS_Ricardo-Moraes
A nova remuneração da diretoria da Vale chega a ultrapassar o valor de 2018, que era de R$ 166,1 milhões

Acionistas da Vale aprovaram dobrar neste ano a remuneração da diretoria executiva da mineradora para R$ 170,3 milhões, em Assembleia Geral Ordinária realizada hoje (30), segundo informou a ata da reunião, que foi realizada online.

Em 2019, a remuneração da diretoria da companhia foi de R$ 85,4 milhões, sendo reduzida quase pela metade na esteira do rompimento de uma de suas barragens em Brumadinho (MG), em janeiro daquele ano. Em 2018, o valor havia sido de R$ 166,1 milhões.

LEIA MAIS: Vale reverte prejuízo e lucra US$ 239 milhões no 1º trimestre

Na proposta da administração para a assembleia desta quinta-feira, a Vale explicou que a elevação da remuneração neste ano ocorreria diante de um aumento no número de membros previstos para a diretoria executiva.

Atualmente, a Vale tem seis diretores executivos em atividade e a posição de diretor estatutário de Metais Básicos está vaga no momento, embora seu preenchimento esteja previsto para 2020.

Além disso, a empresa pontuou que haverá a retomada do pagamento de remuneração variável aos executivos, que foi suspensa em 2019.

“Dessa forma, o valor da remuneração proposta para 2020 inclui as parcelas suspensas e não pagas em 2019, com exceção de parcelas de remuneração variável de executivos que tenham sido afastados dos seus respectivos cargos em função das investigações em curso”, disse a empresa.

A remuneração total aprovada para os administradores da Vale em 2020, incluindo conselho de administração, diretoria executiva, conselho fiscal e comitês, foi de R$ 201,7 milhões em 2020, contra R$ 113 milhões no ano passado.

Segundo a empresa, houve um aumento do número médio de membros que compõem os comitês de assessoramento, reajuste nos honorários de membros do conselho de administração e comitês de assessoramento, dentre outras questões.

Na assembleia desta quinta-feira, os acionistas também aprovaram a eleição de 12 membros para o conselho de administração, de acordo com a ata.

Os conselheiros eleitos são José Maurício Coelho, Fernando Jorge Gomes, Eduardo Rodrigues Filho, Isabella Saboya, José Luciano Penido, Marcel Barros, Marcelo Gasparino, Murilo Passos, Oscar Camargo, Roger Downey, Sandra Guerra e Toshiya Asahi.

(com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Tenha também a Forbes no Google Notícias

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).