Ser recorre à arbitragem contra venda de ativos da Laureate

Redação
Compartilhe esta publicação:
Commercial Eye/Getty Images
Commercial Eye/Getty Images

A Ser Educacional ofereceu cerca de R$ 4 bilhões para comprar os ativos da Laureate no Brasil

Acessibilidade


A Ser Educacional afirmou hoje (28) que uma liminar que mantinha válida seu acordo de compra de ativos da norte-americana Laureate no Brasil foi revogada e que decidiu abrir um processo de arbitragem.

A companhia ofereceu cerca de R$ 4 bilhões para comprar os ativos da Laureate no Brasil, mas a oferta acabou sendo superada por proposta da rival Ânima, com quem a Laureate acabou fazendo acordo vinculante.

LEIA MAIS: Ânima Educação diz que sua oferta por ativos da Laureate no Brasil foi escolhida

“A questão relativa ao válido exercício do direito de ‘go-shop’ (da Laureate) será discutida por meio de arbitragem, nos termos do acordo. A Ser se mantém certa de seus direitos e tomará todas as medidas cabíveis para garantir o efetivo cumprimento do acordo”, afirmou a companhia em fato relevante ao mercado. (Com Reuters)

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: