Dior começa a fabricar máscaras de proteção em batalha contra o coronavírus

Chesnot/Getty Images
Dior irá produzir equipamentos de proteção em uma unidade na Bretanha

A grife francesa Christian Dior anunciou ontem (1) que uma de suas oficinas havia começado a produzir máscaras faciais para trabalhadores em supermercados e outros setores que continuam atuando durante a pandemia do coronavírus, repetindo uma medida adotada por outras marcas de luxo.

A Dior, que é de propriedade da LVMH, irá produzir equipamentos de proteção em uma unidade na Bretanha, no norte da França, que normalmente faz roupas de alta qualidade para bebês, e que será equipada também por trabalhadores voluntários.

LEIA MAIS: Como os grupos e grifes de luxo estão ajudando no combate à pandemia

Todas as outras unidades de produção da marca estão fechadas.

A França começou sua terceira semana de isolamento total com o objetivo de combater a propagação do vírus, embora fábricas em algumas indústrias ainda operem ou busquem reabrir após adotarem novas medidas de saúde.

Outras empresas de moda na França e na Itália, países que abrigam as maiores marcas do mundo, também começaram a se voltar à produção de máscaras faciais ou trajes médicos, entre a Gucci, Prada e Chanel.

A LVMH também utiliza algumas de suas fábricas de perfume para produzir gel de higienização, assim como outras fabricantes de cosméticos.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).