6 hábitos de pessoas bem-sucedidas

Getty Images
Otimize seu tempo e mude sua mentalidade para o sucesso

Resumo:

  • Pessoas bem-sucedidas são aquelas que navegaram de maneira inteligente em suas carreiras e administraram negócios prósperos;
  • Esses indivíduos ganham entre US$ 500 mil a milhões de dólares por ano;
  • Se você demonstrar interesse genuíno por alguém e perguntar sobre sua profissão ou negócio, ele ficará feliz em compartilhar suas histórias.

Nos últimos 20 anos ou mais, tive a sorte de conversar com milhares de pessoas bem-sucedidas. Eles não são Mark Zuckerberg ou Jeff Bezos, mas pessoas comuns que navegaram de maneira inteligente em suas carreiras e administram negócios prósperos. Esses indivíduos ganham de US$ 500 mil a milhões de dólares por ano e acumularam múltiplos desse valor. Conduzi esta pesquisa na qualidade de recrutador de executivos ao interagir com empresários e como proprietário de uma empresa de pesquisa envolvida com grupos de empreendedores em rede.

LEIA MAIS: 8 hábitos que você deve quebrar para ser produtivo

Muitos conteúdos compartilham histórias de bilionários, estrelas e atletas profissionais para motivar as pessoas ao sucesso. Esta minúscula parcela da população é uma anomalia. Há uma chance melhor se você imitar um conhecido para aprender como pode alcançar a grandeza em sua própria carreira.

Não tenho vergonha de perguntar às pessoas o quanto elas ganham, as razões de seu sucesso e como o alcançaram. Eu percebi que, se você demonstrar interesse genuíno por alguém e perguntar sobre sua profissão ou negócio, ele ou ela ficará feliz em compartilhar suas histórias. Ao longo das décadas, anotei muita coisa e agora compartilho alguns dos traços comuns que essas figuras possuem e quais hábitos pessoais lhes permitiram ter sucesso. Veja, a seguir, quais são eles:

  • 1. Saia das redes sociais

    Quase todo mundo me diz que evita, deliberadamente, o Facebook, Twitter, Instagram e outras plataformas de mídia social. Essas pessoas afirmam que é um desperdício total de tempo e energia. As únicas exceções são aquelas que as usam como ferramentas para promover ativamente seus negócios, carreira ou cultivar sua marca. Caso contrário, elas não estão disponíveis para a futilidade desses sites, já que tempo é dinheiro, e elas preferem gastar o seu em esforços frutíferos em vez de discutir política no Twitter, comentar nas fotos de gatos de alguém ou cobiçar vidas perfeitamente cultivadas e planejadas.

  • 2. Adie a recompensa

    Brian Tracy, o guru de autoajuda e motivação, diz: “A capacidade de se disciplinar para atrasar a gratificação a curto prazo, a fim de obter maiores recompensas a longo prazo, é pré-requisito indispensável para o sucesso”. Hoje, todos sentem que têm direito a uma mansão, um novo BMW a cada três anos, filhos estudando em universidades renomadas, três férias exóticas todos os anos, babás, jardineiros, tutores, coaches e chefs, roupas novas e estilosas, jantares em restaurantes metade da semana, e a lista continua… Este estilo de vida está em conflito direto com a construção de riqueza. Se você gastar US$ 2 por cada dólar ganho, nunca chegará a lugar algum financeiramente.

    Quando você considera as hipotecas, a dívida da sua faculdade e das de seus filhos, os impostos sobre a propriedade e economiza para a aposentadoria, você está perdendo dinheiro. Você está fazendo exatamente o oposto do que deveria ser feito. Essas pessoas bem-sucedidas são capazes de deixar de lado seus egos, evitar assiduamente competir com seus vizinhos e os posers do Facebook e apenas gastar menos. Isto implica em uma casa menor com uma hipoteca mais baixa, com menos impostos imobiliários, carros mais baratos e férias razoáveis. Seu principal objetivo é economizar e acumular dinheiro, além de ganhá-lo. Estes fundos serão, então, sabiamente investidos. Dessa forma, o dinheiro se acumula e funciona. Você agora tem um segundo fluxo de renda. Quanto mais financeiramente estável for, mais liberdade terá em sua carreira e vida. Você não é um prisioneiro do seu próprio consumo.

  • 3. Seja cético em relação às notícias e à política, e preste atenção em como aloca seu tempo livre

    Se você procurar por notícias ou comentários no Twitter, estará pronto para começar a discutir com alguém ou sentir-se mal consigo mesmo. Engajar-se em batalhas nas redes sociais é um tempo perdido que drena sua energia e serve apenas para criar inimigos. O mesmo vale para assistir a todos os jogos de beisebol de seu time favorito, jogar videogame sem parar, ver televisão demais ou sair para beber regularmente. Em vez desses hábitos improdutivos, figuras de sucesso passam o tempo lendo livros e artigos, ouvindo podcasts e vendo vídeos do YouTube que oferecem conselhos, orientações e informações para melhorar suas vidas, negócios e carreiras. Elas reconhecem que o tempo é muito mais valioso do que o dinheiro: dinheiro sempre pode ser conquistado, mas você não pode ganhar mais tempo.

  • 4. O trabalho duro e a convicção vencem no longo prazo

    Não se preocupe com a faculdade que frequentou ou como a sua carreira começou. Assuma o controle ativo sobre o seu futuro. Descubra no que você é bom, o que gosta de fazer e como realmente pode ser bem pago. Em seguida, trabalhe muito. Podem ser anos chegando cedo ao escritório cedo, saindo tarde, trabalhando em casa e até no fim de semana, mas vale a pena.

    Como o escritor Henry David Thoreau escreveu: “O sucesso geralmente vem para aqueles que estão ocupados demais para procurar por ele”. O tempo e o esforço farão de você um especialista. É a regra de Malcolm Gladwell, das 10 mil horas para se tornar incrível em qualquer coisa. Essa é a parte sem glamour que ninguém fala ou quer ouvir. Todos nós queremos a solução rápida ou a gratificação instantânea. A realidade é que pessoas não têm qualquer reconhecimento por anos até finalmente conseguir. Elas sacrificam família, amigos, idas ao cinema e eventos esportivos durante este período — e é exatamente o que é preciso e o que você tem de fazer. Se decidir que quer alcançar o auge do sucesso, haverá sacrifícios. Se você não quiser, tudo bem também.

  • 5. Aceite o fracasso

    O fracasso não é seu inimigo — na verdade, ele é seu amigo. Somos ensinados a menosprezar ou nos envergonhar por nossas falhas e isso está extremamente distante da realidade. Ao tentar e falhar, você aprende — todo fracasso ensina alguma coisa. Pessoas bem-sucedidas aprendem essas lições e melhoram. Elas fracassam novamente, aprendem e avançam. Depois de um tempo, como Winston Churchill disse: “O sucesso é ir de fracasso em fracasso sem perder o entusiasmo.” Você deve seguir em frente. Ignore os comentários negativos e aqueles que podem rir nas suas costas. Vá na direção dos seus objetivos.

  • 6. Mude sua mentalidade e atitude

    Pare imediatamente com todos os pensamentos negativos e os substitua por mantras positivos de afirmação. Se você acha que pode fazer algo, encontrará uma maneira de fazer acontecer. Em sua própria mente, visualize-se como a pessoa que quer se tornar e simplesmente seja. Se você quer ser o CEO de uma empresa de tecnologia de sucesso, comece a agir como se fosse um. É fácil inventar desculpas para não fazer algo. É difícil se esforçar para se tornar a pessoa que você quer ser. Vale a pena a longo prazo.

    Eu reconheço que isso não é algo simples e há muito mais a ser feito, mas é uma ótima maneira de começar. Veja algumas coisas adicionais que as pessoas de sucesso fazem e você também pode fazer:

    – Cerque-se de figuras mais inteligentes e capazes;

    – Aceite a ambiguidade e se adapte às mudanças;

    – Estabeleça metas e construa um sistema de hábitos diários para alcançá-las;

    – Supere o passado e foque no presente;

    – Exercite seu corpo e sua mente;

    – Reconheça o medo, viva com ele e aprenda a superá-lo;

    – Escute e aprenda com outros;

    – Treine para se sentir confortável com o que é desconfortável;

    – Aproveite ao máximo cada momento da sua vida.

    Para começar, sugiro que tente isso por três meses e garanto que você verá uma grande diferença.

1. Saia das redes sociais

Quase todo mundo me diz que evita, deliberadamente, o Facebook, Twitter, Instagram e outras plataformas de mídia social. Essas pessoas afirmam que é um desperdício total de tempo e energia. As únicas exceções são aquelas que as usam como ferramentas para promover ativamente seus negócios, carreira ou cultivar sua marca. Caso contrário, elas não estão disponíveis para a futilidade desses sites, já que tempo é dinheiro, e elas preferem gastar o seu em esforços frutíferos em vez de discutir política no Twitter, comentar nas fotos de gatos de alguém ou cobiçar vidas perfeitamente cultivadas e planejadas.

 


Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).