4 passos a dar antes de deixar um emprego

andresr/GettyImages
Faça um balanço de todas as opções e verifique se está agindo com consciência das consequências

Resumo:

  • Antes de deixar um emprego, é preciso ser honesto consigo mesmo e colocar em pauta todos os motivos que o levaram a cogitar a opção;
  • Fazer uma lista de prós e contras é uma boa maneira de racionalizar a ideia;
  • É importante garantir boa saúde financeira para evitar estresse e preocupações após deixar o trabalho.

Um pedido de demissão não é uma decisão que deve ser tomada às pressas. Veja, na galeria de imagens a seguir, quatro coisas importantes que você precisa fazer antes de cumprir um aviso prévio.

VEJA TAMBÉM: 5 dicas para pedir demissão e deixar as portas abertas na empresa

  • Esteja seguro dos seus motivos

    Antes de deixar um emprego, você precisa entender com clareza o que o levou a tomar a decisão. É importante identificar todos os fatores — em geral, são vários. Depois de entender por que deseja sair, será mais fácil descobrir o que você quer fazer em seguida e se pedir demissão é mesmo o mais coerente.

    Seja honesto consigo mesmo, pois essa não é uma decisão que deva ser tomada de forma leviana. Faça um balanço de todas as opções e verifique se está agindo com consciência das consequências. Pode ser útil fazer uma lista de prós e contras ou de pontos positivos e negativos. Converse com seu mentor e seus amigos para saber a opinião deles. Entre em contato com pessoas que deixaram seus empregos recentemente para captar mais comentários e posições.

  • Tenha em mente o que fazer em seguida

    Ao contrário do que pode parecer, partir para outra não é a única opção. Alguns dos motivos mais comuns para deixar um emprego são: locais de trabalho tóxicos, maus chefes, estagnação, falta de promoção e aumentos baixos ou nulos. Mas existem alternativas para problemas no trabalho que não necessariamente envolvem demissão.

    Se você se sente preso em sua posição, mas está satisfeito com o seu local de trabalho, procure opções como um movimento lateral ou transferência para outro setor. Marque uma reunião com seu gerente para falar do seu sentimento de estagnação ou para pedir um aumento ou promoção. Na maioria das vezes, os gerentes desconhecem seus funcionários; portanto, seja proativo e tenha tato para colocar em pauta a situação.

  • Faça sua lição de casa

    Depois de planejar, pense no que você precisa fazer para colocar seu plano de mudança em prática. Que habilidades você precisa desenvolver? Que tipo de treinamentos estão disponíveis para ajudá-lo a adquirir essas habilidades? A nova posição que você deseja exige certificação ou outras formações? Qual é o tempo necessário para cumprir esses requisitos? As respostas para essas perguntas ajudam a tomar uma boa

  • Coloque suas finanças na balança

    Não deixe seu emprego até ter um panorama geral das suas finanças. Se sair sem um trabalho na manga, poderá sofrer um impacto financeiro significativo. Não há garantia de que você vá se recolocar profissionalmente com rapidez. Você precisa estar preparado garantir seu sustento sem fluxo de renda por três a seis meses. Preocupações financeiras só causam estresse adicional desnecessário. A menos que você esteja em um ambiente de trabalho tóxico, é melhor permanecer em seu emprego atual para ter segurança financeira enquanto procura algo novo.

Esteja seguro dos seus motivos

Antes de deixar um emprego, você precisa entender com clareza o que o levou a tomar a decisão. É importante identificar todos os fatores — em geral, são vários. Depois de entender por que deseja sair, será mais fácil descobrir o que você quer fazer em seguida e se pedir demissão é mesmo o mais coerente.

Seja honesto consigo mesmo, pois essa não é uma decisão que deva ser tomada de forma leviana. Faça um balanço de todas as opções e verifique se está agindo com consciência das consequências. Pode ser útil fazer uma lista de prós e contras ou de pontos positivos e negativos. Converse com seu mentor e seus amigos para saber a opinião deles. Entre em contato com pessoas que deixaram seus empregos recentemente para captar mais comentários e posições.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).