6 visões da Geração Z sobre o futuro profissional

gettyimagesKentarooTryman
A realidade é que essa geração está se tornando mais aberta a fazer faculdade de maneira diferente ou simplesmente não fazer

De acordo com um recente estudo da Nielsen, cerca de 54% dos jovens da geração Z indicaram o desejo de começar seu próprio negócio. Esses futuros empreendedores relataram como benefícios a autonomia, a liberdade, uma vida com propósito e possibilidades de ajudar na sustentabilidade. E isso não é tudo. Uma parcela significativa do grupo está pensando duas vezes sobre a necessidade da faculdade, com suas dívidas e custos, para atingir seus objetivos.

A realidade é que essa geração está se tornando mais aberta a fazer faculdade de maneira diferente ou simplesmente não fazer, de acordo com um novo estudo da TD Ameritrade. A pesquisa entrevistou mais de 3.000 adolescentes e adultos nos Estados Unidos, incluindo aproximadamente 1.000 da geração Z (15 a 21 anos), 1.000 millennials (22 a 28 anos) e 1.000 pais (30 a 60 anos). Cerca de 89% dos representantes da geração Z e 79% de jovens millennials disseram que podem optar por não ir à faculdade e enxergam um caminho menos convencional na educação como uma boa ideia.

Além disso, mais de 30% da geração Z e 18% dos jovens millennials disseram ter considerado um ano sabático entre o ensino médio e a faculdade. No meio profissional, algo incomum também começa a acontecer: os alunos da Geração Z estão perguntando aos recrutadores se as empresas os ajudarão a obter novas habilidades para realizar seu trabalho.

LEIA TAMBÉM: Conteúdo personalizado ajuda no engajamento com a geração Z, dizem fundadoras da Estilé

Com base nessa tendência, na tecnologia que cresce rapidamente e nos empregos de “nômade digital”, as empresas estão intensificando o pedido de habilidades específicas para o trabalho, e se empenham em ensinar essas capacidades. Elas estão assumindo o papel de educadoras para treinar as pessoas nas especificidades de suas funções, mantendo suas habilidades relevantes à medida que os trabalhos também mudam. Empresas como Google, Adobe, Hubspot, Microsoft e outras oferecem aos alunos certificações gratuitas que realmente propiciam treinamento em habilidades profissionais. 

A outra opção das novas gerações é experimentar um ano sabático ou trabalhar em um local renomado para obter experiência profissional e descobrir a carreira que desejam seguir. Essas escolhas não são um caminho sem volta. Se você trabalhou por alguns anos depois do ensino médio e não tem certeza se está no caminho certo, ir para a faculdade ainda é uma opção. O mesmo vale para um ano sabático, no qual é possível combinar trabalho, viagem e voluntariado para aprender mais sobre o que é importante na vida. E ir para a faculdade mais tarde não é grande coisa. Muitos programas em uma variedade de instituições, de faculdades comunitárias a universidades da Ivy League, oferecem um ano sabático e apoio financeiro para estudantes “maduros”. Em 2018, cerca de 7,6 milhões de alunos tinham 25 anos ou mais, de acordo com o Centro Nacional de Estatísticas da Educação. Isso representa mais de 30% de todos os estudantes universitários nos EUA.

Se você possui aspiração para iniciar uma empresa e inquietações sobre a necessidade de uma formação universitária, veja, na galeria abaixo, alguns benefícios de não ingressar na faculdade imediatamente após o ensino médio:

  • Perspectiva de um ano sabático

    Quem realmente sabe o que quer da vida aos 18 anos? Um ano sabático pode ser a perspectiva perfeita para aprender o que é importante para você.

  • Habilidades da próxima geração

    Muitos profissionais estão procurando algo além de um diploma universitário, como determinadas certificações e habilidades. Se você souber utilizar essas ferramentas, certamente será muito valioso.

  • Experiência de trabalho

    Se você nunca teve um emprego antes, aprender como tudo funciona é inestimável. E se conseguir combinar essa experiência com ferramentas ou habilidades da próxima geração, isso vai acabar sendo uma dupla vitória.

  • Renda sem dívidas

    Trabalhar imediatamente após o ensino médio fornecerá uma renda, nenhuma dívida e a capacidade de aprender no que você realmente pode ser bom em termos de carreira.

  • O que conta é o valor – e não o tempo

    Os nômades digitais provaram que você não precisa estar no escritório de uma empresa para ser bem avaliado. Trata-se de fazer um ótimo trabalho. Portanto, trabalhar remotamente é uma opção viável.

  • Ir para a faculdade com um propósito

    Ir para a faculdade depois de alguns anos de experiência de trabalho permite que você obtenha conhecimento, torne-se mais maduro e realmente passe pela faculdade com um objetivo real.

Perspectiva de um ano sabático

Quem realmente sabe o que quer da vida aos 18 anos? Um ano sabático pode ser a perspectiva perfeita para aprender o que é importante para você.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).