Frank Clyburn é 6º CEO negro em uma empresa da S&P 500

Ao assumir a presidência da empresa de alimentos IFF, Frank Clyburn se une a outros cinco CEOs negros que estão no topo das maiores companhias norte-americanas.

Bruno de Lima
Compartilhe esta publicação:
Divulgação/ Merck
Divulgação/ Merck

Frank Clyburn, novo CEO da IFF, deixou a Merck e se junta a um grupo de 5 executivos negros entre as 500 do ranking S&P

Acessibilidade


Frank Clyburn, executivo sênior da empresa farmacêutica Merck & Co., se tornará o próximo CEO da International Flavors & Fragrances Inc., juntando-se a uma pequena lista de agora 6 CEOs negros em empresas do índice S&P 500, que reúne as 500 maiores empresas listadas nas bolsas dos EUA.

Até então presidente da divisão de saúde humana da farmacêutica Merck, Clyburn deve assumir a presidência da empresa de alimentos e ciências da saúde IFF no dia 14 de fevereiro. Com a movimentação, Clyburn se une a Marvin Ellison, da empresa de materiais de construção Lowe’s Cos; Roz Brewer, da varejista Walgreens Boots Alliance Inc; Arnold Donald, da empresa de cruzeiros Carnival Corp; Craig Arnold, da multinacional de energia Eaton Corp; e Rene Jones, do M&T Bank Corp, os outros únicos homens negros que são CEOs de empresas do S&P 500.

Nos últimos anos, mais CEOs negros deixaram seus cargos em empresas S&P 500 do que foram nomeados. Entre os exemplos estão Ken Chenault, que renunciou sua posição na American Express em 2018, e Jide Zeitlin, CEO da Tapestry Inc e pai da coach Kate Spade, que saiu em 2020 em meio a alegações de má conduta. 

SAIBA MAIS: 10 CEOs que estão maximizando ganhos e lutando por igualdade racial

A ascensão de Frank Clyburn na IFF vem após uma série de pressões de investidores, funcionários e ativistas para que empresas do índice expandissem seus esforços de diversidade – movimento que ganhou ainda mais força após o assinato de George Floyd, em 2020. Apesar das diminuições no número de CEOs negros, é possível notar evolução nos cargos de diretoria, cuja representatividade de pessoas negras aumentou em 2020 e 2021.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Clyburn é um bom exemplo da força de ativistas. Sua nomeação na IFF ocorreu assim que Carl Icahn, investidor com histórico de engajamento em causas de diversidade, assumiu uma participação de 4% na empresa, segundo a CNBC. “A IFF mantém um diálogo aberto com todos os seus acionistas e agradecemos contribuições construtivas sobre formas de criar valor. Esperamos nos comunicar regularmente com os acionistas sobre nossos negócios e perspectivas”, disse Michael DeVeau, porta-voz da IFF em comunicado por e-mail.

Compartilhe esta publicação: