PepsiCo reformula cultura e escritório para o pós-pandemia

A multinacional reduziu pela metade o número de andares do prédio que ocupa e criou um layout com o objetivo de trazer bem-estar para o escritório

Martina Colafemina
Compartilhe esta publicação:

Fábio Barbagli é vice-presidente de recursos humanos da Pepsico. Ele participou da elaboração da nova cultura da companhia

Acessibilidade


A PepsiCo reabriu seu escritório em São Paulo, depois de uma reforma que traduz uma reformulação da cultura da empresa. A ida ao escritório é facultativa, mas não necessária. Os funcionários só têm uma recomendação de ir até a sede se o propósito da visita estiver dentro desses conceitos.

Os antigos 10 andares da empresa foram reduzidos para cinco. Nesses cinco pisos, o conceito de neuroarquitetura, que consiste em projetos desenvolvidos para que as pessoas se sintam estimuladas mentalmente, foi aplicado para criar ambientes confortáveis aos olhos e à permanência dos funcionários, além de uma conexão maior com as marcas da casa. Pelos andares, é possível encontrar ambientes feitos para as fotos com decorações que remetem às marcas e salas de descompressão com vista para os arredores da Avenida Juscelino Kubitschek.

Leia mais: Como Jão foi de covers no YouTube a um faturamento de R$ 36 milhões

Ao entrar no piso 9, o principal da PepsiCo, você logo dá de cara com o espaço do café. Todas as mudanças partiram dos desejos dos funcionários, que foram consultados durante o processo de adaptação do escritório. Eles também podem dar um feedback constante à chefia de forma prática: há QR codes espalhados pelo escritório que levam a um aplicativo em que eles podem tirar dúvidas, dar sugestões ou fazer reclamações.

O dress code também mudou. “As pessoas podem vir como se sentem mais à vontade. Se você gosta de trabalhar de calça e camisa, tudo bem. Mas pode vir de bermuda, camiseta e chinelo”, diz Fábio Barbagli, vice-presidente de recursos humanos da PepsiCo.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Leia mais: Inscreva-se para a seleção da lista Under 30 2022

 

  • As mesas tradicionais foram trocadas, em alguns espaços, por móveis modulares

  • Celebração é um dos pilares da nova cultura. Esta sala foi projetada para comemorar, seja entre os funcionários ou com convidados

  • O ambiente descontraído também faz parte da mudança de cultura da PepsiCo

  • Os funcionários participaram de todo o processo de adaptação. As plantas na maioria dos ambientes partiram de sugestões deles

  • O ambiente de Cheetos, na sede da PepsiCo

As mesas tradicionais foram trocadas, em alguns espaços, por móveis modulares

Compartilhe esta publicação: