Saiba como sua saúde emocional e mental pode afetar suas finanças

Estudos já apontaram que pessoas com problemas de saúde mental como depressão e ansiedade têm até três vezes mais probabilidade de se endividarem.

Arthur Guerra
Compartilhe esta publicação:
wera Rodsawang/Getty Images
wera Rodsawang/Getty Images

É comum encontrar pessoas que usam dinheiro como se fosse uma muleta, comprando compulsivamente para ver se superam a angústia

Acessibilidade


A saúde financeira, ou a falta de saúde financeira, isto é, estar permanentemente no vermelho, como costuma-se dizer, é um termômetro importante da nossa saúde emocional e mental. Existem pessoas que, seja porque não foram educadas para cuidar do seu patrimônio financeiro, seja por problemas emocionais, não conseguem fazer uma conta simples de quanto entra de dinheiro na conta a cada mês e quanto sai. Há outras pessoas que simplesmente não são capazes de viver de forma racional, ou seja, não equilibram os seus gastos e precisam aprender a gastar menos. Muita gente, mas muita gente mesmo, simplesmente não consegue gastar menos.

Estudos já apontaram que pessoas com problemas de saúde mental como depressão e ansiedade têm até três vezes mais probabilidade de se endividarem. Elas usam o dinheiro como se fosse uma muleta. Compram coisas – qualquer coisa – para ver se superam aquela angústia, aquela situação negativa.

LEIA TAMBÉM: 3 sinais que indicam que você pode estar exagerando no álcool

Outro problema de saúde mental que afeta a saúde financeira é a compulsão. Quem sofre com quadros compulsivos não é capaz de se segurar. É quase como se precisassem gastar seu dinheiro com algo. Essas pessoas vão para o shopping ou para a internet e buscam alguma coisa para comprar, de forma descontrolada. Veem a palavra liquidação e passam a comprar desenfreadamente, de forma compulsiva.

A mania também é um quadro de saúde mental que impacta na gestão do dinheiro. Mania, para a medicina, é uma situação oposta à da depressão. Quem está maníaco fala muito, sente-se hiper alegre, dorme pouco, sente-se tão bem que começa a gastar dinheiro de forma doentia. A aceleração do pensamento, típica de quem está em mania, acaba levando a pessoa a ter problemas financeiros graves.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

O jogo patológico, outro problema de saúde mental, leva muita gente a ficar endividado e em sérios problemas financeiros. Quem tem problemas com jogos, geralmente pôquer ou jogos de azar, quase sempre realizados pelo computador, sempre vê a perda de algum dinheiro como a chance de virar o jogo e sair daquela, sempre jogando. É uma bola de neve que usualmente termina mal.

A última situação de saúde mental que impacta na saúde financeira é a dependência do álcool e das drogas. Dependentes severos usam todas as suas economias e, muitas vezes, até fazem pequenos furtos – do dinheiro da própria família ou de terceiros – para comprar drogas ou bebidas.

Dr. Arthur Guerra é professor da Faculdade de Medicina da USP, da Faculdade de Medicina do ABC e cofundador da Caliandra Saúde Mental.

Os artigos assinados são de responsabilidade exclusiva dos autores e não refletem, necessariamente, a opinião de Forbes Brasil e de seus editores.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: