Segurança digital, data mining e trabalho distribuído são prioridades de CIOs para 2021

Reprodução/Forbes
Reprodução/Forbes

Prioridades dos executivos em 2021 vão de segurança cibernética a inclusão e igualdade nos ambientes de trabalho

O ano passado foi um ano horrível para a maioria dos executivos, mas para os CIOs a nuvem negra do caos econômico teve um lado positivo.

A resposta à pandemia destacou o que a tecnologia central –e as equipes que a moldam e gerenciam– se tornou para o destino das empresas. Ao explorar a computação em nuvem, plataformas móveis e outros recursos, os CIOs ajudaram milhões de pessoas a migrar para o trabalho remoto quase do dia para a noite e rapidamente criaram uma infinidade de novos canais de comércio digital para manter as empresas conectadas a seus clientes.

Esses esforços reforçaram o papel dos líderes de tecnologia como atores estratégicos importantes no C-suite e agora eles querem usar esse sucesso. Vários CIOs importantes compartilharam suas prioridades para 2021 com a Forbes, que incluem planos ambiciosos que vão desde automação baseada em softwares até a captação mais profunda de dados.

VEJA TAMBÉM: Como as questões de privacidade de 2020 continuarão presentes neste ano

Na defensiva

A prioridade mencionada com mais frequência foi segurança cibernética. A invasão do SolarWinds Orion, que viu invasores comprometerem o software de gerenciamento de rede em vários departamentos do governo dos Estados Unidos e o código de acesso em empresas como a Microsoft, é um lembrete dos riscos associados à grande dependência digital.

“Devido à maior conscientização sobre crimes cibernéticos, continuar protegendo e fortalecendo nossa postura sobre procedimentos de segurança da informação é de extrema importância”, disse Kathy Alexion, CIO e vice-presidente de tecnologia da informação do Fred Hutchinson Cancer Research Center.

Assim como Alexion, Kim Hales, vice-presidente sênior de TI da NRG Energy, com sede no Texas, também destacou a segurança digital como prioridade. No ano passado, a empresa pagou US$ 3,6 bilhões pela Direct Energy, e Hales e sua equipe agora precisam proteger uma ampla gama de sistemas. “Com mais ameaças do que nunca, este continuará sendo um grande foco à medida que integramos a Direct Energy o mais rápido possível para reduzir nossos riscos”, afirma.

Hales destacou o data mining como outra prioridade. A NRG Energy, que tem uma capitalização de mercado de US$ 9 bilhões, contratou recentemente seu primeiro chefe sênior dedicado à análise de dados para criar uma abordagem mais integrada de gerenciamento de ativos de informação. Até mesmo empresas com um longo histórico de data mining planejam intensificar esses processos em 2021. “Estamos focados em automatizar a subscrição”, disse Neal Sample, CIO da seguradora Northwestern Mutual. A empresa pretende usar inteligência artificial e outras tecnologias para capturar e integrar um conjunto ainda mais amplo de dados como parte de seus processos de tomada de decisão.

Como outros CIOs, Sample também pretende proporcionar experiências digitais ainda melhores para os clientes, cujas expectativas agora são moldadas por empresas digitais como Apple e Amazon. A Northwestern Mutual lançou recentemente um novo questionário digital para facilitar a captação de dados médicos como parte de uma estratégia mais ampla de experiência do usuário.

LEIA TAMBÉM: Futuro da privacidade: como as empresas devem se preparar

Sede digital

Quase todos os CIOs com os quais a Forbes conversou consideram o suporte a funcionários remotos uma prioridade para o ano. À medida que as vacinas são disponibilizadas, um número crescente de empresas trabalha em planos para trazer funcionários de volta ao trabalho presencial com segurança.

Sandeep Davé, diretor digital e de tecnologia do CBRE Group, com valor de mercado avaliado em US$ 20 bilhões, administra cerca de sete bilhões de pés quadrados de espaço e já está pensando em como vai administrar essa volta. Davé disse que uma de suas prioridades em 2021 é desenvolver mais serviços como o Host, uma plataforma que permite que os funcionários usem um único hub digital para verificar horários de limpeza de escritórios e disponibilidade de hot desks com distanciamento adequado.

Outra prioridade é automatizar mais processos usando softwares. A CBRE já ganhou em eficiência e produtividade com seus esforços iniciais, mas Davé disse que ainda pode fazer muito mais. Hales afirma que também pretende usar a automação de processos robóticos e outros métodos para melhorar a eficiência na NRG Energy, que foi recentemente ampliada.

Embora os processos digitais possam desafogar a carga de trabalho, muitas pessoas ainda serão necessárias para desenvolver e implantar essas tecnologias. Atrair e preservar os melhores talentos continuará sendo uma meta importante para os líderes de tecnologia neste ano, assim como a criação de um conjunto mais diversificado de experiências nas equipes. Como muitos outros CIOs, Alexion, da Fred Hutchinson, afirma que pretende aumentar a diversidade, a igualdade e a conscientização. Para isso, os programas de inclusão serão um pilar fundamental de seus planos para 2021.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).