Ações da Tesla sobem com anúncio de entrada na S&P 500, e riqueza de Musk aumenta US$ 5 bilhões

 Maja Hitij/Getty Images
Maja Hitij/Getty Images

Elon Musk possui 21% das ações da Tesla e agora vale cerca de US$ 96 bilhões

As ações da montadora de carros elétricos Tesla estão em alta depois que a S&P Global anunciou ontem (16), após o fechamento, que adicionaria a empresa ao índice S&P 500 em 21 de dezembro. Como resultado, a fortuna do bilionário fundador e CEO da empresa, Elon Musk, deu um salto.

As ações da Tesla, com sede em Palo Alto, Califórnia, subiam quase 7,5% hoje, às 12h. Os papéis da empresa agora registram alta de cerca de 410% no ano.

LEIA MAIS: Procon-SP: reclamações sobre crédito consignado crescem 374% em outubro

A situação aumentou o patrimônio líquido de Musk em cerca de US$ 5,1 bilhões, de acordo com a lista Forbes ’Real-Time Billionaires.

O empreendedor de 49 anos, que possui 21% das ações da Tesla, mas que colocou a maioria de sua participação como garantia do empréstimo, agora vale cerca de US$ 96 bilhões.

A S&P disse que ainda vai anunciar qual empresa a Tesla está substituindo.

Devido ao tamanho do mercado da Tesla, suas ações podem ser adicionadas ao S&P em duas porções até 21 de dezembro, disse a S&P no anúncio.

O índice S&P 500 se reajusta trimestralmente para incluir 500 das maiores empresas líderes da indústria com papéis em negociações públicas nos Estados Unidos. A inclusão no índice é um sinal de prestígio, mas também pode ajudar a aumentar a demanda por ações de uma empresa, dada a quantidade de fundos de índice que acompanham o S&P 500. Muitos em Wall Street especularam que a Tesla seria adicionada ao S&P em seu último rebalanceamento em setembro, o que impulsionou até o preço das ações da empresa em antecipação, tornando Musk um centibilionário por um breve período. A S&P, entretanto, acabou adicionando a Etsy ao índice, e as ações da Tesla despencaram mais de 20% nos dias após a decisão.

LEIA TAMBÉM: Cúpula do Brics expõe diferenças e racha entre Brasil e China

“Pensando no histórico, esta é uma grande conquista para os executivos Tesla depois de muito agonizar por não chegar ao S&P 500 no início de setembro”, disse o analista da Wedbush, Dan Ives, em uma nota aos clientes após o anúncio, reiterando sua classificação neutra para ações da Tesla e um preço-alvo de US$ 500. “Acreditamos que a trajetória de lucratividade sustentada, evidenciada no trimestre de setembro, foi a gota d’água para a ‘Musk & Co.’ entrar no S&P 500 desta vez, apesar de todo o barulho em torno dos aumentos de crédito fiscal em Wall Street.”

Fundada em 2003, a Tesla abriu o capital na bolsa Nasdaq em junho de 2010 a um preço de oferta de US$ 17 por ação. Ontem, as ações fecharam em cerca de US$ 408.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).