Votação da PEC Emergencial pode ficar para a próxima semana, diz Pacheco

O presidente do Senado defende o retorno do auxílio emergencial antes mesmo da aprovação da PEC pela Câmara dos Deputados.

Redação
Compartilhe esta publicação:
AndressaAnholete/GettyImages
AndressaAnholete/GettyImages

O presidente do Senado defende o retorno do auxílio emergencial antes mesmo da aprovação da PEC pela Câmara dos Deputados

Acessibilidade


O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), disse na noite de ontem (23) que a votação da PEC Emergencial poderá ficar para a próxima semana, mas ressalvou que isso não seria um problema. Segundo o presidente da Casa, a matéria continua na pauta do plenário da quinta, mas uma decisão sobre a votação vai depender da reunião de líderes que ocorrerá na manhã daquele dia.

“Não haverá prejuízo se eventualmente precisar passar para a terça-feira, não haverá tanto prejuízo assim, embora a gente tenha lutado muito, estamos lutando muito para poder viabilizar o auxílio emergencial o mais rapidamente no Brasil, é o meu esforço, mas nós não podemos ir além da conta quanto ao que é a sensibilidade do plenário”, afirmou.

LEIA MAIS: Tudo sobre finanças e o mercado de ações

O texto da PEC emergencial, que tem como relator o senador Marcio Bittar (MDB-AC), traz mecanismos que permitem o pagamento do auxílio emergencial, uma cláusula de calamidade, e ainda gatilhos para o chamado teto de gastos. Pacheco quer o retorno do auxílio emergencial antes mesmo da aprovação da PEC emergencial pela Câmara dos Deputados, Casa para onde o texto vai seguir após passar pelo aval dos senadores. (com Reuters)

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: