Preços do petróleo sobem após ataque cibernético fechar dutos nos EUA

AntonPetrus/GettyImages
AntonPetrus/GettyImages

Operadora norte-americana de oleodutos de petróleo foi forçada a fechar instalações depois de ofensiva hacker

Os futuros do petróleo subiam hoje (10), após a operadora norte-americana de importantes oleodutos Colonial Pipeline ter sido forçada a fechar instalações devido a um ataque cibernético, o que gerava preocupações sobre impactos na oferta e aumentos de preços nas bombas.

A Colonial Pipeline disse ontem (9) que seus principais dutos de transporte de combustíveis estavam fora de operação após o ataque, que paralisou o sistema na última sexta-feira (7), embora algumas linhas menores entre terminais e pontos de entrega estivessem já operacionais.

LEIA MAIS: Preços do petróleo sobem com expectativa de recuperação econômica global

“As manchetes no final de semana sobre o ataque hacker à Colonial Pipeline levantaram os preços do petróleo”, disse Jeffrey Halley, analista da corretora OANDA.

O petróleo Brent subia US$ 0,61 (ou 0,89%) a US$ 68,89 por barril, às 8:34 (horário de Brasília). O petróleo dos Estados Unidos avançava US$ 0,52 (ou 0,8%) a US$ 65,42 por barril.

Ambos os contratos de referência subiram mais de 1% na semana passada, na segunda semana consecutiva de ganhos.

“Se os dutos ficarem fora de ação por um período longo de tempo, isso teria efeitos significativos sobre o mercado de petróleo, não só nos EUA, mas também na Europa”, disse o analista Carsten Fritsch, do Commerzbank.

“Dito isso, atualmente considera-se que a interrupção dos dutos será resolvida em questão de dias, então o impacto deve ser limitado.”

LEIA MAIS: Lucro da Exxon supera previsões com alta do petróleo e força de produtos químicos

A Casa Branca estava trabalhando com a Colonial para ajudar na recuperação das operações. A secretária de Comércio, Gina Raimondo, disse que o conserto dos dutos é uma prioridade para a administração Biden e que o governo norte-americano está trabalhando para evitar impactos mais severos. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).