Espanha apreende superiate de R$ 2,5 bilhões ligado ao bilionário russo Igor Sechin

Acredita-se que a embarcação pertença ao bilionário russo que é o chefe da petrolífera estatal russa Rosneft e tem relação de longa data com Putin.

Carlie Porterfield
Compartilhe esta publicação:
Imagem: Cortesia do Ministério dos Transportes da Espanha
Imagem: Cortesia do Ministério dos Transportes da Espanha

O “Cresecent” está atracado no Porto de Tarragona, na Espanha

Acessibilidade


A Espanha apreendeu hoje um superiate atracado em um porto catalão e que supostamente está ligado ao magnata russo do petróleo Igor Sechin, que foi sancionado pela União Europeia por seus laços estreitos com o presidente russo, Vladimir Putin.

O Ministério dos Transportes da Espanha disse que o iate, chamado Crescent, ficará detido enquanto as autoridades determinam quem é o proprietário do navio e se eles foram punidos pela União Europeia devido à invasão da Ucrânia pela Rússia.

Acredita-se que a embarcação – estimada em US$ 493 milhões (R$ 2,5 bilhões) pelos especialistas da VesselsValue – pertença a Sechin, que é o chefe da petrolífera estatal russa Rosneft, disseram fontes policiais à agência Reuters.

O Crescent chegou a Tarragona, uma cidade portuária a cerca de 100 quilômetros da costa espanhola de Barcelona, em 2 de novembro, de acordo com o Ministério dos Transportes, e pediu para partir em 4 de março, o que não aconteceu.

Getty Images
Getty Images

Vladimir Putin (esq.) e Igor Sechin têm relação de longa data

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

As autoridades francesas acreditam que Sechin também tem um iate que foi apreendido na costa da França no início deste mês.

Sechin é próximo de Putin há décadas, tendo servido como seu chefe de gabinete quando ele era o vice-prefeito de São Petersburgo em 1994, e seguiu Putin ao Kremlin quando foi eleito presidente em 2000. Quatro anos depois, Putin aproveitou Sechin para liderar a Rosneft. A UE sancionou Sechen em fevereiro, e o Reino Unido fez o mesmo em março.

Os aliados da Ucrânia têm como alvo iates com ligações a oligarcas russos ancorados na Europa como parte de seus esforços para pressionar Putin a se retirar da Ucrânia. Vários foram detidos por autoridades na Itália, França e Espanha.

Mais sobre bilionários russos:

O que é um oligarca? Tudo o que você precisa saber sobre os bilionários da Rússia

Conheça os imóveis extravagantes dos bilionários russos alvos de sanções

Bilionários russos dão jeitinho profissional para escapar de sanções

Reino Unido congela bens de Abramovich e outros 6 oligarcas russos

Biden está à procura dos iates bilionários russos – veja onde eles estão

Compartilhe esta publicação: