Ford eleva aposta em veículos elétricos na Europa com novo projeto de expansão

A montadora planeja vender mais de 600 mil elétricos na Europa até 2026, introduzindo sete novos modelos na região até 2024.

Reuters
Compartilhe esta publicação:
Bill Pugliano/Getty
Bill Pugliano/Getty

A Ford dobrará o volume planejado de veículos a serem produzidos, para 1,2 milhão de unidades em um período de seis anos

Acessibilidade


A Ford divulgou hoje (14) um plano de expansão no mercado de veículos elétricos na Europa, prevendo lançar sete novos modelos, além de uma unidade de montagem de baterias na Alemanha e uma joint-venture na Turquia para células de níquel.

“Nossa marcha em direção a um futuro totalmente elétrico é uma necessidade absoluta para que a Ford atenda às necessidades de mobilidade dos clientes em uma Europa em transformação”, disse Stuart Rowley, presidente da Ford Europa.

A montadora afirmou que introduzirá três novos veículos elétricos de passeio e quatro comerciais na região até 2024 e planeja vender mais de 600 mil elétricos na Europa até 2026.

A medida, disse a Ford, a ajudará a atingir sua meta global de venda anual de mais de 2 milhões de veículos elétricos e margem de lucro operacional ajustada de 10% até 2026.

A atualização da estratégia para a Europa ocorre logo após a Ford anunciar um investimento de US$ 50 bilhões no segmento, incluindo a cisão de sua unidade de veículos elétricos do negócio de motores de combustão.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Como parte de seu esforço, a Ford aprofundou uma parceria com a Volkswagen sob a qual a montadora dos Estados Unidos produzirá um segundo veículo elétrico para o mercado europeu com base na plataforma de sua rival alemã.

Leia mais: Sony e Honda se unem para desenvolver veículos elétricos

Assim, a Ford dobrará o volume planejado de veículos a serem produzidos com base na plataforma modular de acionamento elétrico da Volkswagen, conhecida como MEB, para 1,2 milhão de unidades em um período de seis anos.

Isso incluirá investimentos de 2 bilhões de dólares nas instalações da Ford em Colônia, na Alemanha, bem como uma nova unidade de montagem de baterias programada para iniciar as operações em 2024.

A Ford também assinou memorando de entendimento não vinculante com a SK On, unidade da sul-coreana SK Innovation, e um com a turca Koc para uma joint venture de fabricação de células NMC de alto teor de níquel para montagem em módulos de bateria.

A Ford Otosan, joint venture da Ford com a Koc, comprará a fábrica da montadora norte-americana em Craiova, na Romênia, por 575 milhões de euros para aumentar a capacidade de veículos elétricos e comerciais.

Leia mais: Ford vai dobrar produção de picapes elétricas e esquenta briga com GM

Compartilhe esta publicação: