CMO da Pizza Hut: um passo para trás pode render um avanço na carreira

A trajetória de Lindsay Morgan, que hoje lidera uma equipe encarregada de criar novas maneiras de se conectar com os clientes

Cheryl Robinson
Compartilhe esta publicação:

A CMO da Pizza Hut nos EUA, Lindsay Morgan, precisou assumir um cargo mais baixo como uma estratégia para avançar na carreira

Acessibilidade


Lindsay Morgan, CMO da Pizza Hut (de propriedade da Yum! Brands) nos Estados Unidos, lidera uma equipe criativa encarregada de criar novas maneiras de se conectar com os clientes e atraí-los. No ano passado, ela foi eleita pela revista AdAge uma das “40 Under 40” e esteve na lista das Top 100 Women da Brand Innovators. 

Em abril, Morgan e sua equipe lançaram a nova ativação de marketing da empresa, o Struggle Bus. O termo, registrado pela primeira vez no início dos anos 2000, tornou-se amplamente popular na última década, especialmente entre os millennials e a geração Z. Ele descreve a luta que uma pessoa está enfrentando; um ônibus passa por várias paradas em seu caminho, e cada uma delas representa um novo desafio a ser enfrentado e superado. 

Sua popularidade inspirou a campanha da empresa. Durante a semana do exame final nas faculdades, a Pizza Hut ofereceu um refúgio para estudantes universitários, com espreguiçadeiras, pizza, camas para cochilos e filhotes prontos para adoção. A companhia estimava que pelo menos 5 mil fatias de pizza seriam servidas até o final de abril. “Nós conversamos sobre como a pizza é uma cura para muitas coisas, se você está ocupado e precisa de uma refeição completa para sua família, ou se você é um estudante que está passando por um momento estressante e precisa relaxar”, diz Morgan. “Nosso grande foco é olhar para o envelhecimento da nossa marca. Estamos focados em trazer a próxima geração de amantes de pizza e encontrá-los onde estão.”

Trajetória de carreira

A carreira de Morgan no marketing começou enquanto ela estagiava em uma pequena agência durante a faculdade. Ela aprendeu como o poder de contar histórias pode criar ou quebrar uma marca. 

Após a formatura, ela trabalhou para um distribuidor de vinhos. Rapidamente percebeu que não era isso, e voltou a morar com os pais enquanto imaginava seu próximo passo. Morgan finalmente conseguiu um cargo em uma empresa de eventos, antes de fazer a transição de volta para uma função de publicidade, trabalhando na conta da empresa de telecomunicações AT&T.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Depois de quase dois anos, Morgan procurou seu próximo desafio. Garantindo um cargo na Samsung como gerente sênior de marketing, ela trabalhou em diversas áreas, desde televisão até marketing de desempenho e mídia social. Ela experimentou novas ideias e conceitos e valorizou as lições aprendidas nessa função. Eventualmente, a empresa mudou sua sede do Texas para Nova York, e Morgan decidiu ficar e trabalhar em uma empresa de tecnologia.

Um de seus ex-colegas foi para a Pizza Hut, e disse a ela que a empresa estava contratando para um cargo de produção de televisão. Ela estava trabalhando como diretora de marketing para a empresa de tecnologia, então esse seria um passo para trás na sua carreira. “Eu pensei ‘Ok, por que não?’”. “Sempre brinco que ser profissional de marketing é muito parecido com atuar. Se você só faz o mesmo papel, você só é escalado para ele; e logo você é o amigo do protagonista ou apenas um profissional de marketing de tecnologia, e é difícil fazer outra coisa”, diz. 

Na entrevista para a Pizza Hut, ela adorou a cultura da empresa e as pessoas. “Eles acabaram dizendo que fariam disso um cargo de gerente sênior, o que ainda era um passo atrás, um papel menor, um salário menor. Tudo era menor, mas achei que era um bom momento para testar minha mão em algo um pouco diferente.”

Assumindo como CMO

Com quase quatro anos de empresa, seu chefe saiu, o que abriu a oportunidade para Morgan dar o passo para o cargo de CMO. Um dos maiores desafios que ela enfrentou foi a transição de fazer o trabalho para planejar, criar estratégias e trabalhar com as pessoas. Atualmente, ela está atuando em outras campanhas de cultura pop e iniciativas que os clientes expressaram nas mídias sociais que gostariam de ver.

À medida que Morgan mudava de direção em sua carreira, ela se concentrava nas seguintes etapas que, para ela, são essenciais:

  • Desenvolva uma mentalidade de crescimento. A trajetória é muito fluida e às vezes não funciona como você pensava que seria, o que te obriga a repensar sua definição de sucesso.
  • Descubra se você está fugindo de algo ou correndo em direção a algo. Isso o ajudará a entender o que você quer fazer e a cultura na qual deseja trabalhar.
  • Estabeleça relacionamentos de longo prazo – isso significa dedicar um tempo para conhecer alguém e como você pode ajudá-lo e agregar valor a ele.

Ela aconselha: “Defenda e torça por si mesmo como você torce por seu melhor amigo”. “Eu ouço as pessoas o tempo todo dizerem, ‘Eu errei.’ Você pode estar sendo muito duro consigo mesmo, e, na maioria das vezes, o resto do grupo não vai ficar pensando no que você disse. É você quem está dando atenção demais para isso, então seja mais carinhoso consigo mesmo.”

Forbes abre inscrições para lista Under 30 2022

Compartilhe esta publicação: