Tendências globais pós-pandemia, Advent, CESAR, 99, Locaweb, Facebook & Muito Mais

TENDÊNCIAS GLOBAIS

Frost&Sullivan lista nove movimentos resultantes da pandemia

A consultoria Frost&Sullivan publicou um novo estudo com as nove tendências em todos os setores que surgirão como resultado da pandemia da Covid-19 – e a adoção de tecnologia de ponta é onipresente nos movimentos identificados pela consultoria. São eles:

1. Vida conectada: Aqui, a adoção acelerada de serviços sem contato vai levar a uma explosão nos mercados de automação residencial e segurança e tecnologia de ativação por voz vai ser tornar cada vez mais comum;

2. Trabalho conectado: Nesse movimento, veremos uma acentuada necessidade de “tudo na nuvem”, com demanda crescente por Comunicações Unificadas como Serviço (UCaaS);

3. Saúde digital: Telemedicina e “cuidados robóticos” vão se tornar o novo padrão de prestação de serviços no setor;

4. Equilíbrio geopolítico: Parcerias entre países se tornarão mais comuns, para manter o fluxo comercial e garantir o abastecimento de produtos essenciais e aumentar a confiança na economia global;

5. Aumento das capacidades humanas: O human augmentation ganha cada vez mais espaço, puxado pelo mercado de análise comportamental, que deve aprimorar os setores de saúde, serviços financeiros e outros, e deve atingir US$ 3 bilhões em receita em 2030, contra US$ 230 milhões em 2019;

6. Automação em operações: O foco em automação em operações vai impulsionar a demanda por soluções de gerenciamento remoto de ativos, e os provedores de serviço se concentrarão em estratégias de gerenciamento de dados e modelos de negócios baseados em dados;

7. Cidades inteligentes: A abordagem de smart cities vai trazer oportunidades de negócios significativas, com um valor de mercado de US$ 2,46 trilhões até 2025. As cidades inteligentes priorizarão mais serviços digitalizados e uma forte infraestrutura de análise de dados, levando a maiores gastos em tecnologia;

8. Otimização da cadeia de suprimentos: A indústria da cadeia de suprimentos está criando inovações com realidade aumentada, realidade virtual, robótica avançada, rastreamento de estoque em tempo real e explorando como a impressão 3D pode trazer uma disrupção radical para a cadeia de suprimentos nos próximos 10 anos.

9. Avanços tecnológicos: a preparação para pandemias futuras irá acelerar a implantação de soluções de inteligência artificial (IA) e acelerar a inovação em IA. Além do gerenciamento de doenças específicas, as economias pós-pandemia também contarão com ferramentas de IA e aprendizado de máquina para acelerar a transformação digital em iniciativas cruciais de negócios.

Siga todas as novidades da Forbes Insider no Telegram

****
TENDÊNCIAS REGIONAIS

América Latina acelera a digitalização para recuperar o crescimento

Os países latinos estão acelerando investimentos em transformação digital na região para impulsionar o crescimento econômico, segundo a empresa de análise de mercado IDC. O destaque na região são soluções de inteligência artificial, analytics, segurança e nuvem. No Brasil, o foco principal é no setor financeiro, que se digitaliza para competir e colaborar com as fintechs. No Chile, o setor de mineração que aposta na TI para tornar a exploração mais eficiente, e no México, o impulso é na cadeia da indústria de transformação. Prioridades que estão na linha de frente das empresas, segundo o IDC, são:

• Conhecer melhor o cliente e antecipar suas demandas: segundo a empresa, uma em cada duas empresas da América Latina está mudando a forma de interagir com seus clientes, por meio de adoção de tecnologia como data analytics;

• Acelerar a inovação para gerar valor na economia digital e aumentar ecossistemas: mais de 60% dos entrevistados pela IDC reportaram expansão em suas cadeias de suprimentos com novos parceiros;

• Aumentar a resiliência: três em cada cinco empresas participantes na pesquisa da IDC estão priorizando a digitalização de suas operações, aumentando a automação e rastreabilidade para aumentar as opções de autoatendimento e reduzir o contato entre as pessoas.

****
CAPTAÇÃO

Advent capta R$ 11 bilhões em novo fundo dedicado à América Latina

O fundo de private equity Advent International anunciou a conclusão da captação de seu sétimo veículo dedicado a investimentos na América Latina. Com o novo fundo, de R$ 11 bilhões (US$ 2 bilhões), o capital total levantado pela Advent para investimentos em empresas da região desde 1996 soma aproximadamente US$ 8 bilhões. O fundo LAPEF VII investirá prioritariamente no Brasil, Colômbia, México e Peru, e possivelmente na Argentina e Chile. Os setores continuaram sendo tecnologia, serviços financeiros, saúde, industrial, além de varejo, consumo e lazer. O LAPEF VII poderá fazer aquisições, carve-outs e transações de growth equity, com aportes que podem variar de US$ 50 milhões a US$ 300 milhões ou mais.

****
Fligoo anuncia aporte de R$ 40 milhões

A Fligoo, startup de análise de dados, com sede em São Francisco, no Vale do Silício, anunciou um aporte de R$ 40 milhões liderado por family offices norte-americanas e brasileiras. O investimento será dedicado ao crescimento das operações da empresa, tendo o Brasil como um dos principais focos. A Fligoo usa inteligência artificial, big data e machine learning para fornecer informações preditivas sobre o comportamento do consumidor e otimizar estratégias de negócio. Empresas como Coca-Cola, Itaú, Walmart e B2W recorrem aos mais de 4 mil algoritmos proprietários da empresa para tirarem proveito de seus dados.

****
O QUE MAIS ESTÁ ACONTECENDO NO ECOSSISTEMA

CESAR, de Recife, acelera presença internacional

O centro recifense de inovação e transformação digital CESAR não se intimida com a crise e quer encerrar este ano com R$ 12 milhões com exportação de software para o mercado norte-americano – o equivalente a 8% do faturamento total estimado para 2020. A empresa, uma das instituições âncora do Porto Digital, quer aproveitar o relacionamento existente com subsidiárias de companhias norte-americanas no Brasil para chegar até suas sedes nos Estados Unidos e, eventualmente, ingressar em novos negócios com um portfólio já consolidado no exterior. Para isso, promoveu a gestora Flávia Nascimento ao cargo de head of growth para a América do Norte e realocou a profissional para Tampa, na Flórida, com a missão de gerar oportunidades para o CESAR diretamente de matrizes americanas.

VEJA TAMBÉM: Porto Digital lança iniciativa que oferece wi-fi gratuito à comunidade no Recife

****
99 anuncia investimentos de R$ 157 milhões no Brasil

A 99, plataforma de mobilidade urbana, anunciou que está investindo R$ 157 milhões no desenvolvimento de soluções acessíveis de mobilidade e segurança – física e sanitária – para ampliar a oferta de serviços para a população brasileira. O valor está distribuído em R$ 90 milhões no desenvolvimento de novos produtos, que atendem as necessidades da população nesse momento de pandemia; R$ 35 milhões em soluções de segurança; e R$ 32 milhões em ações de proteção sanitárias. “É a primeira vez na história da 99 que desenhamos tantos produtos e lançamos concomitantemente, além de termos novas soluções que serão anunciadas para o mercado nos próximos dias. Entendemos a urgência da crise econômica e sanitária e queremos ser o app de preferência das pessoas. Não é à toa que 55% dos nossos passageiros em zonas periféricas cresceram o uso de app durante a pandemia”, diz Davi Miyake, diretor-geral de operações e produtos da 99.

LEIA MAIS: Os novos planos do criador de unicórnios Paulo Veras, cofundador da 99

****
Locaweb anuncia aquisição da Etus

A Locaweb anunciou, na noite de ontem (29), a aquisição da Etus, empresa de solução para gestão e marketing digital em redes sociais. “Sempre apoiamos as PME’s e já temos um grande volume de serviços para ajudá-los no processo de digitalização de suas operações, oferecendo soluções de e-commerce, presença digital e SaaS. A presença em rede social tornou-se de extrema relevância para clientes do perfil atendido pela Locaweb e encontramos na Etus a solução que melhor se integra em nosso portfólio”, diz Fernando Cirne, CEO da Locaweb. A plataforma ajuda empresas a fazerem a gestão completa das redes em um único ambiente, de forma simples. Nela, é possível agendar e impulsionar posts, gerenciar interações com perfis das redes, captar leads e ter relatórios completos de todas as ações.

VEJA MAIS: Locaweb compra plataforma de apoio a comércio eletrônico Social Miner

****
Juntos Somos Mais anuncia aquisição de startup gaúcha

A Juntos Somos Mais, startup lançada há menos de 2 anos e que tem como acionistas Votorantim Cimentos, Gerdau e Tigre, anuncia a sua primeira aquisição. A plataforma gaúcha Triider, marketplace de serviços que conecta clientes a profissionais qualificados do mercado da construção civil, agora faz parte do rol de negócios da empresa. No Brasil, o varejo de construção movimenta, aproximadamente, R$ 225 bilhões ao ano graças a 136 mil lojas e 4,6 milhões de profissionais de obra. A Juntos Somos Mais tem o propósito de fortalecer o varejo da construção e transformar a vida dos profissionais do setor. Para fazer frente a esse propósito, a empresa desenvolveu um ecossistema com mais de 20 indústrias da construção e empresas de serviços e 500 mil membros – lojistas, vendedores e profissionais de obra. “A Triider complementa nossa oferta de valor para o profissional de obra e nos aproxima do consumidor que constrói ou reforma”, diz Antonio Serrano, CEO da Juntos Somos Mais. O valor da operação não foi revelado.

****
Divulgação

Mercedes inaugura primeira fábrica 4.0 de chassis de ônibus no Brasil

No dia em que completou 64 anos de atividades no país – 28 de setembro –, a Mercedes-Benz do Brasil inaugurou sua nova linha 4.0 de produção de chassis de ônibus – a primeira do segmento. Segundo Karl Deppen, presidente da Mercedes-Benz do Brasil & CEO América Latina, mais de R$ 100 milhões foram investidos na planta, recursos que fazem parte do ciclo de investimentos de R$ 2,4 bilhões da montadora entre 2018 e 2022. Com novos processos e o uso de tecnologias de ponta, a companhia terá mais flexibilidade para atender às demandas dos clientes tanto do Brasil quanto da América Latina, África, Ásia e Oriente Médio, mercados paras os quais os chassis são exportados.

****
Divulgação

EMBRAPII reúne startups para desenvolver inovação na área de saúde

A EMBRAPII uniu duas startups – a brasileira Laura e a israelense ATLASense – para desenvolver, em conjunto, um produto hospitalar inovador e de baixo custo capaz de monitorar pacientes e detectar suspeita de sepse, também conhecida como infecção generalizada, potencialmente fatal quando o organismo não consegue controlá-la e responsável pela morte de 18 mil pessoas por ano no Brasil. A solução é um dispositivo vestível (wearable) que usa computação cognitiva para coletar, analisar e fazer correlações de dados dos sinais vitais dos pacientes. Dessa forma, consegue prever riscos de deterioração clínica e gerar alertas para a equipe médica. O processo será automatizado, sem a necessidade do paciente ser checado periodicamente. Com a proposta, a expectativa é ajudar a salvar em média 12 vidas por dia em hospitais brasileiros. Pesquisadores da Unidade EMBRAPII em Sistemas Embarcados e Mobilidade Digital – Instituto Federal do Ceará atuam no desenvolvimento da tecnologia.

LEIA MAIS: Embrapii expande rede de pesquisa e acelera projetos de inovação

****
SOU.cloud anuncia início das operações

De olho no potencial do mercado de nuvem, entrou em operação, nesta semana, a SOU.cloud, união de forças da TEEVO SA e da LGTi Tecnologia, duas das principais parceiras de cloud Microsoft do Brasil, com presença nas regiões Sul e Sudeste e atuação em todo o território nacional. A nova empresa, 100% focada em serviços de nuvem da gigante norte-americana, nasce com mais de 1 mil clientes e na reta final para atingir o status de Microsoft Azure MSP Expert – um dos diferenciais mais cobiçados do segmento de cloud. “Estamos orgulhosos por esse lançamento justamente no momento em que as tecnologias em nuvem se tornaram a base para qualquer projeto de transformação digital. Além disso, ficou evidente neste ano que as empresas que estão em nuvem estão mais preparadas para lidar com esse novo mundo”, explica o CEO Fabio Junges.

****
Startup lança serviço de IA com acionamento de emergência por voz

A Vox Me acaba de disponibilizar ao mercado brasileiro um serviço de acionamento de emergência que pode ser 100% acessado por voz e que garante alta disponibilidade e capilaridade mundial devido à sua plataforma, que opera em cloud computing. Além de ser comercializada diretamente ao consumidor final, a solução da startup também pode ser utilizada por empresas, tanto internamente para acelerar e reinventar os seus processos, quanto oferecida como diferencial e benefício complementar às empresas do segmento de saúde, por exemplo. A expectativa da empresa é atingir, no primeiro ano, 120 mil usuários e um faturamento de R$ 4 milhões. Já nos próximos cinco anos, com a expansão da base de clientes, a expectativa é alcançar 1,4 milhão de usuários e R$ 100 milhões em receita. Até o momento já foi investido mais de R$ 1 milhão para o desenvolvimento da plataforma.

****
Nova plataforma conecta indústria e fornecedores da cadeia de moda

Uma nova plataforma, fruto das percepções de sua fundadora na atuação no mercado de moda, acaba de ser desenvolvida no país. É a Trender Network, que pretende conectar indústrias, confecções e profissionais em um ambiente 100% digital para promover o relacionamento e a aproximação de todas as pontas do setor. A plataforma permite que as empresas busquem em um único local fornecedores de insumos, matéria-prima e serviços, solicitem amostras e agendem visitas com fornecedores. Os profissionais podem expor portfólio, agendar reuniões e compartilhar conteúdos sobre tendências e novidades. “A Trender foi concebida em um ano de muitas mudanças, com uma crise sanitária que impactou a economia e acelerou mudanças de hábitos na rotina das empresas. Nossa plataforma chega apostando na digitalização como diferencial para agilizar e otimizar a rotina da cadeia produtora de moda, que estará totalmente integrada na plataforma”, destaca Ludmilla Fonseca, engenheira industrial têxtil fundadora do projeto. Entre as empresas que já utilizam a plataforma estão Cataguases Têxtil, Epson do Brasil, Lunelli e Santista Jeanswear.

****
One7 adquire controle da Rapidoo

A One7, plataforma de serviços financeiros, adquiriu o controle da fintech Rapidoo, especializada na antecipação de recebíveis de forma 100% digital. A operação envolve um funding de R$ 50 milhões que ficará disponível para os clientes da fintech (micro e pequenas empresas) e permitirá que a One7 diversifique seus produtos e passe a ofertar recursos para empresas que faturam abaixo de R$ 500 mil por mês. Além disso, vai aprimorar o processo de digitalização e expandir em nível nacional. Em tempo de “novo normal”, tanto as negociações quanto o shaking hands ocorrem de forma virtual e em apenas 30 dias.

****
Nature’s Heart e L’Occitane juntam seus produtos em cestas com propósito

A Nature’s Heart, marca especializada em nutrição plant-based, e a L’Occitane au Brésil, que fabrica cosméticos que priorizam as riquezas naturais do país, juntaram-se numa ideia de fazer uma inovação colaborativa para consumidores que valorizam produtos ligados à natureza. Os produtos das duas marcas vão compor cestas que reúnem itens para cuidados com o corpo e alimentos saudáveis e naturais. São cinco opções – frutada, doces, castanhas, terrosos e cocos – disponíveis na loja virtual do Empório Nestlé, com entregas em toda a região Sudeste do país.

****
CRESCIMENTO

Plataforma de terapia online cresce 600% até agora em 2020

A Psicologia Viva, plataforma de atendimento psicológico online, registrou 200 mil consultas este ano, até agosto – um crescimento de quase 600% em relação ao mesmo período do ano passado. “As circunstâncias atuais provaram que cuidar do equilíbrio emocional é uma necessidade que não pode mais ser adiada”, afirma Fabiano Carrijo, CEO da startup. Ele conta que a terapia online já vinha ganhando força nos últimos tempos e a pandemia acelerou essa tendência. A média de consultas diárias subiu de 350 para quase 2 mil na plataforma. Em maio, a startup fechou uma rodada de investimento no valor de R$ 6 milhões. O aporte foi liderado pelo Fundo Neuron Ventures, lançado pela Eurofarma para apoiar projetos de tecnologia com potencial de transformar o setor de saúde.

****
Demanda por serviços digitais aumenta 35% na Teltec

A Teltec Solutions, integradora de tecnologia, apontou um crescimento de 35% na demanda por serviços digitais no segundo trimestre de 2020 em comparação ao mesmo período do ano passado. Dentre eles, estão soluções para home office, de segurança, para continuação dos negócios a distância, produtividade e serviços de cloud. Para o diretor geral da companhia, Diego Ramos, com a pandemia, a transformação digital foi acelerada em diversos segmentos, dando tempo de organização à nova realidade e a possibilidade de continuar as operações. “Esses serviços recorrentes foram puxados, principalmente, pela movimentação das empresas de encaminharem seus colaboradores para o home office com a preocupação com a segurança, colaboração e operações. Sob diversos aspectos, a nuvem é o carro chefe dessa transformação”, explica. Essa mudança gera uma sequência de adaptações, como disponibilizar arquivos em nuvem, para poderem ser acessados de casa. Segundo a Microsoft, empresa da qual a Teltec é parceira para serviços no Brasil, de abril a junho de 2020 a plataforma de cloud Azure teve um crescimento de 47% na demanda, em comparação ao mesmo período do ano passado.

****
Divulgação

VAI E VEM

G&P anuncia Ricardo Ribeiro como novo CEO

A empresa de tecnologia da informação G&P anunciou a contratação de Ricardo Ribeiro para o cargo de CEO da companhia. O executivo sucede Helio Nascimento, que ocupava a função desde 2010, e chega com a missão de diversificar as ofertas para o setor público e reinserir a empresa no segmento privado com foco na indústria financeira, ofertando tecnologia como solução aos principais temas do setor como LGPD, transformação digital, open banking, paperless, inteligência artificial, digitalização de processos e CX. Ribeiro passou os últimos sete anos na Interfile Full Service BPO, empresa do Grupo Atento, e atuou como CEO da empresa. Também fez grande parte da sua carreira no mercado financeiro, principalmente em bancos de varejo.

****
Divulgação

TECNOLOGIA DO BEM

Bot amplia visibilidade das iniciativas de combate ao coronavírus

Nesta semana, o Mapa Corona nas Periferias, projeto idealizado pelo Instituto Marielle Franco e o Favela em Pauta para dar visibilidade às iniciativas de todo o Brasil contra o coronavírus nas favelas e periferias, ganhou mais um aliado – um contato inteligente, desenvolvido pela Take, empresa especializada em soluções conversacionais, com apoio de doações do programa Microsoft AI for Health. O bot, que pode ser acessado via WhatsApp e, pelo CEP, localiza as ações mais próximas, informa o que elas estão fazendo no combate ao coronavírus, quem está ajudando e como você pode entrar em contato para doar ou apoiar. Além disso, pelo canal também é possível cadastrar novas ações no banco de dados do projeto. Desde que foi lançada, a ferramenta já teve mais de 180 mil visualizações e cadastrou 540 iniciativas que atuam em mais de 600 favelas e periferias de todas as regiões do país.

***
App de reciclagem viabiliza troca de óleo usado e garrafas por dinheiro

Os moradores do Jardim São Remo, na zona oeste de São Paulo, poderão vender óleo de cozinha usado e garrafas plásticas em pontos de coleta da comunidade, utilizando o aplicativo Óleo pelo Futuro, desenvolvido pela Cicla – empresa especializada em projetos de economia circular. A iniciativa faz parte do projeto de mesmo nome, realizado em parceria com o BID que já ajudou na coleta de 14 milhões de litros de óleo, envolvendo mais de 90 cooperativas de reciclagem em todo o Estado de São Paulo. Com a implantação da plataforma online, os moradores passarão a receber R$ 0,50 por cada litro de óleo usado coletado e poderão vender garrafas plásticas, que valem R$ 0,50 o quilo. Atualmente, a média mensal de coleta de óleo – até então trocados por sabão – e de 100 litros e o objetivo é aumentar ainda mais esse número, com a participação ativa da população.

****
IMPACTO SOCIAL

Tamo Junto é finalista no prêmio do MIT de empreendedorismo inclusivo

A plataforma Tamo Junto, da Aliança Empreendedora, que apoia microempreendedores brasileiros, é finalista da edição de 2020 do MIT Solve Global Challenges. A premiação, do Massachusetts Institute of Technology (MIT), uma das principais e mais respeitadas universidades do mundo, tem como objetivo encontrar empreendedores sociais e ajudá-los a ter um impacto duradouro e transformador. O projeto, é o único brasileiro dentre os 15 selecionados na categoria de Empreendedorismo Inclusivo e Empregabilidade para concorrer a US$ 10 mil, valor que será investido no fortalecimento da plataforma, em cursos e em mais conteúdos gratuitos para os microempreendedores. A seleção principal do prêmio acontece através de um júri, e há uma votação popular para um prêmio de US$ 2 mil.

****
Divulgação

Vista lança projeto para fomentar a arte urbana por meio da realidade virtual

Para enfrenar o desafio de manter a arte urbana viva, a Vista, que tem o lifestyle urbano para desenvolver mídia, eventos e ativações para o público jovem, mergulhou na inovação e fez uma parceria com a o Instagrafite, da dupla Marcelo Pimentel e Marina Bortoluzzi, reconhecidos pela habilidade em unir arte e mídia nos ambientes reais e virtuais. O resultado dessa simbiose criativa é uma ação que utiliza a imersão tecnológica como ferramenta de expansão. Ao colocar a inovação a favor das ações sociais, o projeto Juntando Peças insere a arte ao universo da realidade virtual reunindo dois artistas brasileiros: Criola, diretamente de Minas Gerais, e Sliks, em São Paulo, que juntos – mas à distância –, dividiram o mesmo mural de uma esfera digital do aplicativo Kingspray Graffiti Simulator VR, um simulador de grafite para realidade virtual de tecnologia 360º. O projeto ganhou força também por beneficiar pessoas em vulnerabilidade social: as cores e propósitos dos artistas se transformaram em uma fine art dividida em 2 mil peças em formato A5, disponíveis para compra. Em cada peça adquirida, 50% do valor é destinado para instituições de ação social que combatem os impactos da Covid-19 em diferentes comunidades do Brasil.

****
Casa Preta Hub é inaugurada em São Paulo

A Casa Preta Hub foi inaugurada no domingo (27) com a proposta de conectar, capacitar e oferecer canais de produção de conteúdo para empreendedores negros. O espaço, localizado no Vale do Anhangabaú, no centro de São Paulo, foi criado por Adriana Barbosa, fundadora da Feira Preta, rede de afroempreendedores que reúne mais de 1 mil pessoas. O local conta com 530 metros quadrados com recursos como estúdio de audiovisual para gravação de música e podcasts, e uma cozinha industrial para gravação de programas de gastronomia. Com empresas apoiadoras como Facebook, Mercado Livre, Fundação Tide Setúbal e Extra, por meio do Instituto GPA, a Casa Preta Hub também conta com um marketplace colaborativo e um café, além de espaços de coworking e uma galeria de arte.

****
Finacier Educação inaugura espaço físico

Fundada há um ano, a Financier Educação, startup de educação financeira de Gilvan Bueno que até então vinha operando à distância, inaugurou sua primeira unidade física. O espaço maker fica na Tijuca, zona norte do Rio de Janeiro, e conta com salas e laboratório de habilidades para que os cursos sejam oferecidos também de maneira presencial. Além das modalidades ligadas à educação financeira, também serão oferecidas opções para inclusão tecnológica e idiomas, de maneira a desenvolver capacidades para empreendedores do mercado financeiro.

LEIA MAIS: ESPECIAL INOVADORES NEGROS: 9 brasileiros que estão apostando na educação financeira e no crédito como arma de ascensão social

****
Facebook e Afrohub lançam plataforma de capacitação para empreendedores negros

Com mais de 4 mil afroempreendedores capacitados desde 2018, o Afrohub chega à sua terceira edição em novo formato por causa da pandemia. O evento migrou para o digital com o lançamento de uma plataforma educacional própria e gratuita. Idealizado pela Pretahub, Feira Preta, Diaspora.Black e Afrobusiness, com o apoio do Facebook, a plataforma vai oferecer cerca de 20 horas de conteúdo, distribuído em módulos e pílulas nas redes sociais. Será uma jornada empreendedora online de oito meses, com foco na digitalização de negócios, abordando temas como gestão, finanças, vendas e comunicação. A expectativa é atingir 100 mil empreendedores. “Antes da pandemia, já pensávamos em desenvolver um hub de conteúdo e conhecimento para alcançar empreendedores de cidades que não têm acesso a novos conhecimentos, técnicas e ferramentas importantes para o desenvolvimento dos negócios. A ideia é proporcionar uma jornada de aprendizagem personalizada, com uma experiência única”, explica Fernanda Leôncio, fundadora do Afrobusiness.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
You-Tu~TY]be
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).