Nubank levanta recursos para operação no México, Plaid, Cora, Hotmart & Muito Mais

Nem a pandemia de Covid-19 foi capaz de frear os investimentos no ecossistema de startups. O Brasil, por exemplo, viveu um ano histórico em 2020: foram 469 rodadas, responsáveis por US$ 3,5 bilhões em captação, 17% a mais do que em 2019, de acordo com o “Inside Venture Capital Brasil”, relatório do Distrito Dataminer, braço de inteligência de mercado da plataforma de inovação aberta Distrito.

E o cenário parece ainda mais promissor em 2021. Só no primeiro trimestre, já são US$ 1,9 bilhão em investimentos a jovens empresas brasileiras de base tecnológica. O volume divide-se em um total de 155 aportes e representa 54% dos US$ 3,5 bilhões investidos ao longo de 2020.

Siga todas as novidades do Forbes Tech no Telegram

“A maturação do ecossistema, além de gerar um ambiente fértil para o surgimento de novos negócios, permite que mais startups cheguem em estágios mais avançados, necessitando de rodadas maiores. Este, sem dúvida, é um dos principais fatores deste volume expressivo”, comenta Tiago Ávila, líder do Distrito Dataminer. “Apenas quatro rodadas recebidas por unicórnios brasileiros concentraram cerca de US$ 1,2 bilhão,  62% do volume investido neste ano”, complementa, referindo-se aos aportes recebidos por Nubank, Loft, MadeiraMadeira e Loggi.

Para acompanhar essas movimentações – tanto no mercado nacional, quanto internacional -, estreia hoje o Series Forbes, coluna semanal que vai trazer os principais aportes dos últimos dias.

Nubank levanta recursos para financiar operação no México

Divulgação

O Nubank anunciou ontem (8) que vai investir US$ 135 milhões em sua operação no México. É a primeira vez que a empresa levanta recursos exclusivos para aportar na subsidiária do país latino. Desse total, o banco digital vai arcar com US$ 70 milhões, enquanto o restante será financiado por financiado por JPMorgan, Goldman Sachs e Bank of America. Os recursos do aporte serão destinados para contratação de pessoal, desenvolvimento tecnológico e expansão do negócio local. Além do México e Brasil, o Nubank tem operações na Colômbia, somando 35 milhões de clientes. 

LEIA MAIS: Nubank levanta recursos pela 1ª vez para operação no México – Forbes Brasil

Gupshup ingressa no clube dos unicórnios após captação de US$ 100 milhões

A Gupshup revelou ontem (8) que levantou US$ 100 milhões junto à empresa de investimentos Tiger Global Management, o que fez o provedor de serviços de mensagens ser avaliado em US$ 1,4 bilhão. Criada em 2004 em São Francisco, a empresa fornece serviços integrados de envio de SMS, e-mail, voz e sistemas de chatbot e tem entre seus clientes companhias como Cisco e Unilever. Os recursos serão utilizados para aumentar os esforços em produtos e vendas, o que tornará a empresa mais atraente para os investidores e uma consequente abertura de capital.

LEIA MAIS: Plataforma de mensageria Gupshup ingressa no clube dos unicórnios após captação de US$ 100 milhões – Forbes Brasil

Plaid levanta US$ 425 milhões e faz dois novos bilionários

A fintech Plaid, sediada em São Francisco, anunciou uma nova rodada de financiamento: US$ 425 milhões vindos da Altimeter Capital, Silver Lake, Ribbit Capital, Andreessen Horowitz, Index Ventures, Kleiner Perkins, NEA, Spark Capital e Thrive Capital. O aporte elevou a avaliação da startup – que ajuda aplicativos de fintechs, como o Robinhood, a se conectarem facilmente às contas bancárias dos consumidores – para US$ 13,4 bilhões, fazendo surgir dois novos bilionários: os cofundadores do negócio Zach Perret e William Hockey.

LEIA MAIS: Com captação de US$ 425 milhões, Plaid faz dois novos bilionários – Forbes Brasil

Em rodada Série A, Cora capta R$ 150 milhões

Chaiwat Chaythawin/EyeEm/GettyImages

Para dar andamento ao seu objetivo de se tornar uma importante aliada financeira das pequenas e médias empresas, a Cora recebeu um aporte de US$ 26,7 milhões (R$ 150 milhões) numa rodada Série A liderada pelo fundo norte-americano Ribbit Capital e participação da Kaszek Ventures, QED Investors e Greenoaks Capital. Lançada em outubro de 2020, após receber licença do Banco Central para operar como instituição financeira, a fintech oferece conta digital, cartão de débito Visa, PIX sem taxas e ferramentas de gestão. Atualmente, conta com mais de 53 mil clientes e utilizará o investimento para crescimento, tecnologia, produtos de crédito e operação.

LEIA MAIS: Fintech especializada em PMEs, Cora recebe aporte de R$ 150 milhões – Forbes Brasil

FinanZero capta R$ 40 milhões 

A FinanZero, fintech de capital sueco que opera como buscador de empréstimos online para encontrar crédito pessoal junto a instituições financeiras parceiras, captou R$ 40 milhões dos fundos VEF, Dunross & Co e Atlant Fonder em sua quarta rodada de investimentos. Todos os três fundos já haviam investido na startup em operações anteriores. Segundo o fundador Olle Widén, o avanço da tecnologia implantada pela fintech para análise de crédito e o fato de o número de parceiros financeiros integrados à sua plataforma ter aumentado 40% em 2020 levaram a um crescimento de 65% nas solicitações de empréstimos no ano passado, registrando cerca de 25 mil pedidos por dia.

Hotmart capta R$ 735 milhões em rodada Série C

Divulgação

A Hotmart, empresa global criada em Minas Gerais que oferece uma plataforma para criação e gestão de negócios digitais, é a mais nova companhia do ecossistema de inovação brasileiro a alcançar um investimento Série C. No valor de R$ 735 milhões, o aporte foi liderado pelo fundo de private equity e venture capital norte-americano TCV e contou com a participação da instituição de capital de risco Alkeon. De acordo com a empresa, o valor será utilizado para continuar o seu processo de crescimento, o que inclui investimento em iniciativas de expansão internacional, aquisições e fusões, assim como o desenvolvimento de novas funcionalidades e produtos.

LEIA MAIS: Hotmart capta R$ 735 milhões em rodada de série C – Forbes Brasil

App Click Cash capta R$ 5,5 milhões de fundo asiático

Divulgação

O aplicativo Click Cash, que oferece empréstimos rápidos entre R$ 1 mil e R$ 10 mil para pessoas físicas, anunciou uma nova captação no valor de R$ 5,5 milhões. O montante vem da asiática Tolaram Fintech, de Singapura, que no final do ano passado já havia investido R$ 550 mil no app. A nova rodada vai apoiar a Click Cash na própria concessão de crédito no país, por meio da estruturação de um FIDC (Fundo de Investimento em Direitos Creditórios). Com mais de 30 mil downloads, a plataforma elimina burocracias e facilita o processo de concessão de empréstimos, executados em apenas cinco minutos graças às tecnologias de big data.

Novo aporte da Kavak vai auxiliar na expansão para o Brasil

A Kavak, startup mexicana de reforma, venda e financiamento de carros usados, anunciou, quatro meses após se tornar unicórnio, uma rodada Série D de US$ 485 milhões (aproximadamente R$ 2,6 bilhões), liderada pela D1 Capital Founders Fund, Ribbit e BOND. O recurso será destinado à aceleração da estratégia de expansão internacional da empresa, que inclui o lançamento no Brasil no segundo semestre de 2021. As atividades da startup mexicana baseiam-se na compra e reforma de carros usados, para depois revendê-los para outros consumidores, evitando os riscos de segurança e falta de garantias em relação ao estado do carro, inerentes a transações particulares. Com o aporte, a Kavak alcança um valuation de US$ 4 bilhões.

LEIA MAIS: Com valuation de US$ 4 bilhões, Kavak faz nova captação e avança no Brasil – Forbes Brasil

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).